Uni­ted com pi­or iní­cio da épo­ca

Jornal dos Desportos - - INTERNACIO­NAL -

O Man­ches­ter Uni­ted es­tá a re­a­li­zar o seu pi­or ar­ran­que de épo­ca dos úl­ti­mos 30 anos, uma ten­dên­cia que se vem acen­tu­an­do des­de que Alex Fer­gu­son dei­xou o co­man­do téc­ni­co do clu­be, em 2013. Com a der­ro­ta no pas­sa­do do­min­go fren­te ao New­cas­tle, os "red de­vils" caí­ram pa­ra o 12º lu­gar e têm ape­nas dois pon­tos aci­ma da zo­na de des­pro­mo­ção. A equi­pa não ven­ce fo­ra de por­tas des­de mar­ço de 2019.

Sob as or­dens do trei­na­dor es­co­cês Alex Fer­gu­son, o clu­be de Old Traf­ford sa­grou-se cam­peão in­glês por 13 ve­zes e, en­tre 1992 e 2013, nun­ca fa­lhou um lu­gar no pó­dio. Nas seis épo­cas des­de a sua saí­da os "Red De­vils" ape­nas por du­as ve­zes con­se­gui­ram ter­mi­nar nos qua­tro pri­mei­ros lu­ga­res. A pas­sa­gem de José Mou­ri­nho pe­lo co­man­do téc­ni­co do clu­be dis­far­çou, de cer­ta for­ma, es­ta que­bra, com a tur­ma de Man­ches­ter a con­quis­tar a Li­ga Eu­ro­pa, a Ta­ça de In­gla­ter­ra e a Su­per­ta­ça In­gle­sa, ter­mi­nan­do por uma vez no se­gun­do lu­gar da Pre­mi­er Le­a­gue, re­gis­to que o trei­na­dor por­tu­guês ca­ta­lo­gou re­cen­te­men­te co­mo um dos gran­des fei­tos da sua car­rei­ra. Mas a cri­se ins­ta­lou-se de­fi­ni­ti­va­men­te sob as or­dens de Ole Gun­nar Solsk­ja­er.

A der­ro­ta de do­min­go do Uni­ted no ter­re­no do New­cas­tle, por 1-0, dei­xou a equi­pa no 12º lu­gar da Pre­mi­er Le­a­gue, a 15 pon­tos do lí­der Li­ver­po­ol, uma dis­tân­cia ini­ma­gi­ná­vel pa­ra um clu­be da­que­la di­men­são ao fim de ape­nas oi­to jor­na­das.

A má sé­rie de re­sul­ta­dos le­vou mes­mo o gu­ar­da-re­des Da­vid de Gea a pe­dir pu­bli­ca­men­te des­cul­pas aos adep­tos, re­co­nhe­cen­do es­tar a vi­ver o pe­río­do mais di­fí­cil des­de que che­gou a Old Traf­ford, em 2011.

De Gea tal­vez se­ja um dos me­nos cul­pa­dos, visto que é no ata­que que o Uni­ted tem evi­den­ci­a­do mai­o­res di­fi­cul­da­des. Fal­ta cri­a­ti­vi­da­de ao meio-cam­po e efi­cá­cia na fren­te, co­mo o com­pro­vam os nú­me­ros.

Os pu­pi­los de Solsk­ja­er apon­ta­ram ape­nas dois go­los nos úl­ti­mos cin­co jo­gos e, re­cu­an­do um pou­co mais, só em três dos seus úl­ti­mos 23 en­con­tros con­se­gui­ram mar­car mais do que um go­lo.

A de­ci­são de dei­xar sair Ro­me­lu Lu­ka­ku e Ale­xis San­chez pa­ra o In­ter Mi­lão de Itá­lia sem con­tra­tar um subs­ti­tu­to à al­tu­ra es­tá a ter con­sequên­ci­as gra­ves, com Mar­cus Rash­ford a acu­sar a pres­são de ter de li­de­rar a fren­te de ata­que pra­ti­ca­men­te so­zi­nho, da­da a au­sên­cia do le­si­o­na­do Anthony Mar­ti­al. O Uni­ted con­ti­nua a ser um dos mai­o­res e mais ri­cos clu­bes do mun­do, mas cor­re ago­ra o ris­co de se­guir as pi­sa­das do Li­ver­po­ol, que de­mo­rou lar­gos anos a re­er­guer-se e a vol­tar ao to­po de­pois de ter do­mi­na­do o fu­te­bol in­glês nas dé­ca­das de 1970 e 1980.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.