Mes­tres apri­mo­ram 33 ka­tas na Huí­la

Jornal dos Desportos - - MODALIDADE­S - GAUDÊNCIO HAMELAY | NO LU­BAN­GO

Os mes­tres gra­du­a­dos com cin­tu­rões cas­ta­nho e ne­gro de ka­ra­te­dó sho­to­kan afectos às dis­tin­tas aca­de­mi­as da pro­vín­cia da Hui­la apri­mo­ram, aos sá­ba­dos, no pa­vi­lhão do Spor­ting Clu­be do Lu­ban­go, as téc­ni­cas de 33 ka­tas obrigatóri­os e bun­kai. O aper­fei­ço­a­men­to vi­sa do­tar os es­pe­ci­a­lis­tas com mais co­nhe­ci­men­tos so­bre a ar­te mar­ci­al com vis­ta a me­lhor trans­mis­são do ABC aos pu­pi­los. Além dos mes­tres com gra­du­a­ções de cor cas­ta­nha e ne­gra, par­ti­ci­pam do even­to ou­tros pre­pa­ra­do­res fí­si­cos com co­nhe­ci­men­tos pers­pi­ca­zes nes­sa área. São os ca­sos de pre­lec­to­res for­ma­dos em Edu­ca­ção Fí­si­ca pe­lo Ins­ti­tu­to Su­pe­ri­or de Ciências de Edu­ca­ção da Huí­la (ISCED). Os es­pe­ci­a­lis­tas têm a mis­são de dis­si­par as dú­vi­das so­bre a do­sa­gem de exer­cí­ci­os fí­si­cos di­rec­ci­o­na­dos aos pe­ti­zes. "Mui­tos mes­tres de ar­tes mar­ci­ais das di­fe­ren­tes aca­de­mi­as são cu­ri­o­sos na apli­ca­ção de mé­to­dos de pre­pa­ra­ção fí­si­ca aos atle­tas. Pa­ra que não cri­e­mos si­tu­a­ções anor­mais aos pra­ti­can­tes de karaté no fu­tu­ro, prin­ci­pal­men­te, aos no­va­tos, pre­fe­ri­mos con­tar com os li­cen­ci­a­dos em Edu­ca­ção Fí­si­ca na abor­da­gem dos te­mas so­bre a pre­pa­ra­ção fí­si­ca", es­cla­re­ceu Fu­la Flo­ren­ti­no, pre­si­den­te da As­so­ci­a­ção Pro­vin­ci­al de Karaté-Dó Sho­to­kan da Huí­la. O pro­gra­ma da As­so­ci­a­ção pre­vê cri­ar uma ba­se de da­do dos atle­tas com ele­va­do pen­dor de cres­ci­men­to des­por­ti­vo. A ca­ta­lo­ga­ção vai per­mi­tir que os mes­tres gra­du­a­dos com cin­tu­rões cas­ta­nhos e ne­gros pos­sam trans­mi­tir co­nhe­ci­men­tos que pro­por­ci­o­nem à pro­vín­cia se­lec­ci­o­nar os ex­ce­len­tes exe­cu­tan­tes da ar­te pa­ra as com­pe­ti­ções na­ci­o­nais e in­ter­na­ci­o­nais, se­gun­do Fu­la Flo­ren­ti­no. As téc­ni­cas cir­cuns­cre­vem-se em ka­ta bá­si­co (taikyo­ku sho­dan, taikyo­ku ni­dam, taikyo­ku san­dan, taikyo­ku go­dan, taikyo­ku ru­ko­da­na), ka­tas de ní­vel mé­dio (hei­an sho­dan, ni­dan, yon­dan) e ka­tas de ní­vel su­pe­ri­or (tek­ki sho­dan e bun­kai, bas­sai-dai e bun­dai, kan­ku-dai e bun­kai, em­pi e bun­kai, ji­on e bun­kai, jit­te e bun­kai).

As téc­ni­cas re­la­ci­o­na­das com blo­queio, es­tran­gu­la­men­to e de­sar­me de ob­jec­tos cor­tan­tes (fa­ca), cons­tam igual­men­te do pro­gra­ma de trei­nos de ca­pa­ci­ta­ção. As si­na­li­za­ções e ter­mi­no­lo­gia de ar­bi­tra­gem tam­bém vão do­mi­nar as vá­ri­as ses­sões de pre­pa­ra­ção até De­zem­bro pró­xi­mo.

A As­so­ci­a­ção Pro­vin­ci­al de Karaté-Dó Sho­to­kan na Huí­la im­ple­men­tou a prá­ti­ca da ar­te mar­ci­al nos 14 mu­ni­cí­pi­os da pro­vín­cia. O Sen­sei Fu­la Flo­ren­ti­no é gra­du­a­do com o cin­tu­rão ne­gro 2º Dan Ang-JKA.

SAN­TOS PEDRO | EDI­ÇÕES NO­VEM­BRO

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.