Co­ra­ção jun­ta pe­tro­lí­fe­ros no sá­ba­do

Jornal dos Desportos - - MODALIDADE­S - PEDRO FUTA

Com ca­rác­ter lú­di­co e com­pe­ti­ti­vo, a em­pre­sa pe­tro­lí­fe­ra Che­vron, em par­ce­ria com a Fe­de­ra­ção An­go­la­na de Atletismo, pro­mo­ve e re­a­li­za no pró­xi­mo sá­ba­do, em Lu­an­da, às 8h00, a cor­ri­da pe­des­tre "Cor­ra pe­lo seu Co­ra­ção". O even­to es­tá en­qua­dra­do nas ce­le­bra­ções do Dia In­ter­na­ci­o­nal do Co­ra­ção que se as­si­na­lou a 29 do úl­ti­mo mês.

Em no­ta che­ga­da à nos­sa Re­dac­ção, a or­ga­ni­za­ção es­cla­re­ce que o cer­ta­me é des­ti­na­do aos tra­ba­lha­do­res na­ci­o­nais e es­tran­gei­ros das em­pre­sas do ra­mo pe­tro­lí­fe­ro e os seus fa­mi­li­a­res. A con­cen­tra­ção dos par­ti­ci­pan­tes acon­te­ce às 7h00 na Ave­ni­da An­tó­nio Agos­ti­nho Ne­to.

O co­mi­té or­ga­ni­za­dor es­ta­be­le­ceu du­as pro­vas: uma de cin­co qui­ló­me­tros com ca­rác­ter lú­di­co e ou­tra de 10 qui­ló­me­tros de ca­rác­ter com­pe­ti­ti­vo. A pri­mei­ra tem a par­ti­da de­fron­te ao Mau­so­léu An­tó­nio Agos­ti­nho e Ne­to, se­gue a No­va Mar­gi­nal, re­tor­no nas Bom­bas de Com­bus­tí­veis da So­nan­gol e che­ga­da no pon­to de par­ti­da.

Na se­gun­da pro­va, o per­cur­so es­ten­de-se à Ave­ni­da 4 de Fe­ve­rei­ro, de­pois da Bom­ba da So­nan­gol, re­tor­no de­fron­te ao Mi­nis­té­rio do In­te­ri­or e che­ga­da ao Mau­so­léu An­tó­nio Agos­ti­nho Ne­to.

O re­pre­sen­tan­te da So­nils na pro­va com­pe­ti­ti­va, Luís Alberto, pre­ten­de con­quis­tar o pó­dio. O as­pi­ran­te mos­trou-se op­ti­mis­ta na sua es­treia.

"Sem­pre cor­re­mos den­tro da ba­se da So­nils e es­tou pre­pa­ra­do pa­ra con­quis­tar a me­da­lha de ou­ro. Re­co­nhe­ço as va­lên­ci­as dos ad­ver­sá­ri­os, ape­sar da mi­nha pri­mei­ra cor­ri­da de fun­do", dis­se.

Che­vron, com se­de nos EUA, é uma das gran­des em­pre­sas mun­di­ais do ra­mo ener­gé­ti­co, es­pe­ci­al­men­te pe­tro­lí­fe­ro. É uma su­per­ma­jor, ou se­ja uma das mai­o­res em­pre­sas pe­tro­lí­fe­ras do mun­do que in­te­gra o Big Oil, o lobby da energia que des­fru­ta de grande po­der eco­nó­mi­co e in­fluên­cia po­lí­ti­ca, par­ti­cu­lar­men­te nos EUA.

Em An­go­la, a Che­vron en­con­tra-se re­pre­sen­ta­da pe­la sua sub­diá­ria Ca­bin­da Gulf Oil Li­mi­ted (CABGOC) que de­tém 100 por cen­to do seu ca­pi­tal. Ini­ci­ou as ac­ti­vi­da­des no país em 1954, quan­do a CABGOC re­a­li­zou o pri­mei­ro es­tu­do ge­o­ló­gi­co de cam­po.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.