Vers­tap­pen es­pe­ra Red Bull for­te em Su­zu­ka

Jornal dos Desportos - - MODALIDADE­S -

É a pri­mei­ra vez que a Red Bull che­ga ao Ja­pão com mo­to­res Hon­da no seu car­ro. Nu­ma das pis­tas mais exi­gen­tes do mun­do ao ní­vel do chas­sis, a Red Bull tem mos­tra­do os seus pon­tos for­tes ao lon­go dos anos e Max Vers­tap­pen es­pe­ra que es­te ano a equi­pa vol­te a mos­trar to­do o seu po­ten­ci­al. “Que­re­mos sem­pre ven­cer e, se ti­ver­mos um bom re­sul­ta­do em Su­zu­ka, é cla­ro que é óp­ti­mo pa­ra a Hon­da”, dis­se Vers­tap­pen.” No fi­nal das con­tas, eu que­ro sem­pre fa­zer o me­lhor pos­sí­vel. Se tu­do cor­rer bem em Su­zu­ka, se­rá óp­ti­mo. Mas va­mos ver. Olhan­do pa­ra o ano pas­sa­do em Su­zu­ka, acho que a Fer­ra­ri tam­bém foi mui­to rá­pi­da. É cla­ro que ti­ve­mos nos­sos mo­men­tos jun­tos na cor­ri­da, mas es­pe­ro que pos­sa­mos ter um fim de se­ma­na mui­to for­te lá. Há, no en­tan­to, uma lon­ga rec­ta que, sem DRS, que po­de ser do­lo­ro­sa.”, acres­cen­tou. Te­mos um mo­tor , en­tão va­mos ver co­mo es­ta­re­mos em com­pa­ra­ção à Fer­ra­ri e a Mer­ce­des.” “Es­pe­ro que as du­as equi­pas se­jam rá­pi­das. Pro­va­vel­men­te a Mer­ce­des no sec­tor um e a Fer­ra­ri no sec­tor três. É as­sim que tem si­do o ano in­tei­ro e es­pe­ro que en­con­tre­mos uma boa con­fi­gu­ra­ção no car­ro. Mas não es­tou mui­to pre­o­cu­pa­do. “

Quan­to à re­no­va­ção de con­tra­to com a Red Bull, o pi­lo­to não es­tá ain­da a pen­sar nes­se dos­si­er: “Eu não es­tou pre­o­cu­pa­do. An­tes de mais , que­ro ver tu­do mais de per­to, o que foi pro­me­ti­do e o que re­al­men­te es­tou a re­ce­ber ”, afir­mou ele à Au­to Mo­tor und Sport, da Ale­ma­nha. “Que­re­mos ven­cer cor­ri­das no pró­xi­mo ano e o cam­pe­o­na­to. É por is­so que es­tou aqui. A Red Bull e eu tra­ba­lha­mos pa­ra es­te ob­jec­ti­vo. Mas exis­tem tan­tos pon­tos de in­ter­ro­ga­ção após 2020: o que acon­te­ce em ge­ral com a Fór­mu­la 1? É por is­so que não es­tou com pres­sa de de­ci­dir.” O ho­lan­dês tam­bém foi qu­es­ti­o­na­do so­bre o que me­lho­rou nes­ta tem­po­ra­da, quan­do com­pa­ra­do a 2018.

“Em ge­ral, a ex­pe­ri­ên­cia. Con­si­go ava­li­ar me­lhor cer­tas si­tu­a­ções de cor­ri­da. Se­ja uma ma­no­bra de ul­tra­pas­sa­gem ou to­do o pro­ces­so de fim de se­ma­na de cor­ri­da. Vou con­ti­nu­ar a de­sen­vol­ver e ama­du­re­cer em 2020.

DR

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.