Ins­ti­tu­to de Me­di­ci­na Des­por­ti­va de­sa­con­se­lha pe­la­di­nhas de bair­ro

Jo­vens es­tão a tro­car a qua­ren­te­na por jo­gos tra­di­ci­o­nais e ou­tras ac­ti­vi­da­des de ris­co

Jornal dos Desportos - - MODALIDADE­S - SIL­VA CACUTI

Sob sol ar­den­te, em dia de fe­ri­a­do pe­lo 23 de Mar­ço, no es­pa­ço ad­ja­cen­te ao mer­ca­do das pe­ças, jun­to ao an­ti­go cen­tro emis­sor do ASA Bran­ca, jo­vens de tron­co nu re­ve­za­vam-se num mi­ni-tor­neio de fu­te­bol, alhei­os às me­di­das de pre­ven­ção im­pos­tas pe­la pan­de­mia do Co­vid-19. O can­ce­la­men­to das ac­ti­vi­da­des des­por­ti­vas a ní­vel do des­por­to fe­de­ra­do pa­re­ce ser um ex­ces­so ou coi­sa de um mun­do dis­tan­te, pa­ra es­tes jo­vens, co­mo de­ram a en­ten­der à nos­sa reportagem.

Ne­li­to "Man Ne­las" era in­flu­en­te nu­ma das equi­pas, não só por ser bem do­ta­do tec­ni­ca­men­te, mas tam­bém pe­la ati­tu­de de ori­en­ta­ção do jo­go que as­su­mia den­tro do cam­po. Ao in­ter­va­lo, che­ga­mo-nos pa­ra sa­ber de si se co­nhe­ci­am os ris­cos que cor­ri­am com aque­la prá­ti­ca.

"Olha! Sa­be­mos que o Gi­ra­bo­la e tu­do es­tá pa­ra­do, mas tam­bém não po­de­mos fi­car só as­sim... es­sa tal do­en­ça ain­da não che­gou aqui", dis­se al­to e em tom de brincadeir­a, en­quan­to ou­tros com­pa­nhei­ros cor­ro­bo­ra­vam.

Aí, no Ca­zen­ga e um pou­co por to­da Lu­an­da. são vi­sí­veis a re­a­li­za­ção de jo­gos tra­di­ci­o­nais co­mo gar­ra­fi­nhas e 35 vi­tó­ria pa­ra ocu­par a malta jo­vem des­mo­bi­li­za­da das es­co­las e tam­bém al­guns adul­tos re­me­ti­dos à oci­o­si­da­de pe­las dis­pen­sas dos lo­cais de tra­ba­lho.

A nos­sa reportagem ou­viu, a pro­pó­si­to, o mé­di­co João Mu­li­ma, di­rec­tor do Ins­ti­tu­to An­go­la­no de Me­di­ci­na Des­por­ti­va que qua­li­fi­cou tais ma­ni­fes­ta­ções de "ta­ma­nha ir­res­pon­sa­bi­li­da­de".

"Es­tas pe­la­di­nhas, fes­tas e ou­tras ma­ni­fes­ta­ções que le­vem as pes­so­as a aglo­me­rar-se nes­ta fa­se são uma de­mons­tra­ção de ta­ma­nha ir­res­pon­sa­bi­li­da­de com que al­gu­mas pes­so­as es­tão a en­ca­rar es­ta pan­de­mia. Es­te ti­po de ac­ti­vi­da­de não é re­co­men­da­do. As vi­as de con­tac­to são vá­ri­as e to­do o cui­da­do é pou­co. As pes­so­as de­vem man­ter-se em ca­sa, evi­tar qual­quer ti­po de con­ví­vio e, se ti­ver mes­mo ne­ces­si­da­de de sair, que se acau­te­lem to­das as me­di­das de se­gu­ran­ça", acon­se­lhou.

O Mi­nis­té­rio da Ju­ven­tu­de e Des­por­tos anun­ci­ou a sus­pen­são de to­das as competiçõe­s des­por­ti­vas ofi­ci­ais, de re­cre­a­ção e ac­ti­vi­da­des ju­ve­nis des­de o dia 23 do cor­ren­te por 15 di­as pror­ro­gá­veis, co­mo for­ma de pre­ve­nir e con­ter a trans­mis­são do ví­rus, na sen­da da ori­en­ta­ção do Pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca, João Ma­nu­el Gon­çal­ves Lou­ren­ço, o cum­pri­men­to da me­di­da é as­se­gu­ra­da pe­las Di­rec­ções Na­ci­o­nais dos Des­por­tos e da Ju­ven­tu­de.

DO­MIN­GOS CADÊNCIA | EDI­ÇÕES NOVEMBRO

Pe­la­di­nhas de bair­ro são fon­tes de con­tá­gio de co­vid-19

VIGAS DA PURIFICAÇíO | EDI­ÇÕES NOVEMBRO

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.