Ser Mãe

A HORA DE DORMIR

-

Certos bebês nascem com predisposi­ção a um sono mais difícil. Tem a ver com temperamen­to, genética ou mesmo com o que aconteceu enquanto ele estava dentro da barriga. Uma pesquisa concluiu que mães que tiveram depressão ou ficaram muito ansiosas durante a gestação apresentam uma tendência até duas vezes maior de gerar filhos com problemas de sono. De modo geral, no primeiro trimestre de vida é comum o bebê acordar de três em três horas para mamar. Portanto nessa fase o sono é picado mesmo. Ele está em uma fase de cresciment­o acelerado e precisa de energia. Por outro lado, seu estômago é pequeno e não consegue armazenar grandes quantidade­s de leite. Por isso, mama em intervalos mais curtos. Mas se o bebê estiver acordando de hora em hora, pode ser indício de algum problema, como o refluxo, por exemplo. Ou ele ainda não aprendeu a adormecer sozinho entre um ciclo e outro de sono. O sono dos bebês tem duas fases: ativa e quieta, que se repetem a cada 50 e 60 minutos. Com o tempo ele vai aprendendo a adormecer novamente sozinho depois dos pequenos despertare­s. Depois do primeiro trimestre, além das mamadas se espaçarem, o bebê passa a produzir o

hormônio que faz seu organismo diferencia­r o dia da noite. Então o que ditará o ritmo de sono do pequeno são, principalm­ente, as atitudes dos pais.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola