El­sa BARBER el­sa

Super Fashion - - Retrospectiva - POR Bil­da Si­Mão

Barber Di­as dos Santos do Es­pí­ri­to San­to é na­tu­ral de Lu­an­da, li­cen­ci­a­da em Di­rei­to pela Uni­ver­si­da­de Agos­ti­nho Ne­to. Pos­sui no mer­ca­do a obra “Ne­gó­ci­os Sus­ten­tá­veis em An­go­la”, lan­ça­da em 2015. Tem uma pós gra­du­a­ção em Di­rei­to e Ges­tão de Em­pre­sas pela An­go­la Bu­si­ness Scho­ol, em par­ce­ria com a Uni­ver­si­da­de No­va De Lis­boa.

In­fân­cia

"Na re­a­li­da­de ti­ve uma in­fân­cia fe­liz, num am­bi­en­te fa­mi­li­ar mui­to sau­dá­vel. Co­me­cei a pra­ti­car des­por­to mui­to ce­do e gos­ta­va mui­to de can­ções in­fan­tis da épo­ca. Os meus pais sem­pre nos trans­mi­ti­ram bons va­lo­res mo­rais. Na­que­la épo­ca, era­mos tam­bém obri­ga­dos a ir à mis­sa aos do­min­gos e fre­quen­tar a ca­te­que­se."

ado­les­cên­cia

"Ti­ve uma ado­les­cên­cia mui­to sau­dá­vel. Te­nho ami­za­des que pre­ser­vo até ho­je, co­mo as co­le­gas do Pe­tro Atlé­ti­co. Par­ti­ci­pá­mos em mui­tos fes­ti­vais de gi­nás­ti­ca, em mo­men­tos es­pe­ci­ais. Tí­nha­mos con­ver­sas adap­ta­das a nos­sa ida­de, mas sem­pre com vi­são pa­ra o futuro e par­ti­lhá­va­mos mui­tos li­vros. Os pro­fes­so­res eram ver­da­dei­ros e re­fe­rên­ci­as pa­ra nós."

18 anos

"A ida­de que mais me mar­cou foi 18 anos, por­que acha­va que já ti­nha atin­gi­do a li­ber­da­de com­ple­ta. Mas na re­a­li­da­de não foi bem as­sim. Es­que­cia que na vi­da há sem­pre li­mi­tes pa­ra tu­do, e que as coi­sas de­vem ser fei­tas no mo­men­to cer­to."

Mo­men­to mais mar­can­te

"O mo­men­to mais mar­can­te foi sem dú­vi­da o nas­ci­men­to dos meus me­ni­nos, a res­pon­sa­bi­li­da­de de tê-los nos bra­ços, trans­mi­tir amor, ca­ri­nho e fa­zer de­les ho­mens com va­lo­res cí­vi­cos e mo­rais, em­bo­ra ten­do ca­da um o seu ca­rá­ter. Eu dei o pri­mei­ro ne­to, a ale­gria da fa­mí­lia foi mui­to grande, a par da mi­nha."

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.