não to­mar Ba­nhos quen­tes

Super Fashion - - Beleza -

os ba­nhos mui­to quen­tes são ini­mi­gos de uma pe­le ma­cia e hi­dra­ta­da. Por is­so, de­ve-se evi­tar to­mar ba­nhos com água a es­cal­dar, já que há ten­dên­cia pa­ra a pe­le perder a hi­dra­ta­ção na­tu­ral.

De­pois do ba­nho

Nem sem­pre te­mos tem­po pa­ra es­te ri­tu­al diá­rio ou por­que es­ta­mos atra­sa­das pa­ra o tra­ba­lho ou por­que es­ta­mos atra­sa­das pa­ra le­var os fi­lhos à es­co­la. Mas va­le bem a pe­na an­te­ci­par a ro­ti­na cin­co mi­nu­tos pa­ra tra­tar de si. O seu cor­po vai agra­de­cer... e vo­cê vai sen­tir-se bem por ter uma pe­le tão ma­cia. No dia a dia, de­pois do ba­nho, pas­se um óleo ou cre­me hi­dra­tan­te pe­lo cor­po. Po­de tam­bém usar um óleo du­ran­te o ba­nho, desde que se­ja indicado pa­ra es­se fim. Se foi à praia ou à pis­ci­na, não de­ve de to­do dis­pen­sar es­tes cui­da­dos por­que a sua pe­le es­tá mes­mo se­den­ta de ser hi­dra­ta­da. Aliás, de­ve usar cre­mes es­pe­cí­fi­cos por­que os cui­da­dos de­vem ser re­do­bra­dos. Pa­ra ter uma pe­le bo­ni­ta e sau­dá­vel, uma vez por se­ma­na, de­ve de­di­car-lhe uma aten­ção es­pe­ci­al: usar um es­fo­li­an­te que re­ti­ra­rá as cé­lu­las mor­tas. Es­te ri­tu­al, além de lhe por­por­ci­o­nar bem-es­tar irá tam­bém ati­var a cir­cu­la­ção san­guí­nea e com­ba­ter a tão ines­té­ti­ca ce­lu­li­te e grande ini­mi­ga das mu­lhe­res. A di­ca é usar e abu­sar dos cre­mes. O seu cor­por me­re­ce e vo­cê tam­bém!

Es­pe­lho, es­pe­lho meu

Quer man­ter-se lin­da de vi­ver, com a pe­le do ros­to bri­lhan­te e sem man­chas? En­tão te­nha em con­ta que es­sa ca­ri­nha la­ro­ca exi­ge al­guns cui­da­dos bá­si­cos. A co­me­çar pela lim­pe­za diá­ria. Nun­ca vá dor­mir com ma­qui­lha­gem, é o pi­or que po­de fa­zer à sua pe­le. Nem que já se­ja a al­tas ho­ras da noi­te e não lhe ape­te­ça mes­mo na­da - na pi­or das hi­pó­te­ses re­cor­ra às to­a­lhi­tas des­ma­qui­lhan­tes. De­pois de lim­po, o ros­to pe­de um tó­ni­co e um cre­me de noi­te es­pe­cí­fi­co pa­ra o seu ti­po de pe­le e ida­de. Acon­se­lhe-se com a sua es­te­ti­cis­ta ou com o der­ma­to­lo­gis­ta. De ma­nhã, de­ve vol­tar a lim­par o ros­to e a co­lo­car um cre­me de dia. Mas não se es­que­ça do pro­te­tor so­lar, já que o sol é um dos prin­ci­pais res­pon­sá­veis pe­las man­chas que sur­gem no ros­to. Uma vez por se­ma­na, a pe­le do seu ros­to de­ve ser mi­ma­da com cui­da­dos ex­tra: uma es­fo­li­a­ção e uma más­ca­ra nu­tri­ti­va.

An­tes de se dei­tar olhe pe­los seus pés

De que va­le ter umas san­dá­li­as lin­das se os seus pés es­tão mal tra­ta­dos? Não há na­da mais ines­té­ti­co do que uns cal­ca­nha­res ra­cha­dos. Uns pés bo­ni­tos e bem tra­ta­dos mos­tram bem co­mo uma mu­lher cui­da de si. O tru­que é an­tes de dei­tar pas­sar um cre­me es­pe­cí­fi­co - mas tam­bém po­de ser va­se­li­na ou pa­ra­fi­na - nos pés e cal­çar umas mei­as pa­ra que o efeito se­ja mais rá­pi­do e ob­te­nha me­lho­res re­sul­ta­dos. E não se es­que­ça: uns pés de Cin­de­re­la de­vem apre­sen­tar umas unhas cui­da­das e pin­ta­das!

Dê um mi­mo es­pe­ci­al às mãos

São uma das par­tes do cor­po mais mas­sa­cra­das, pela ex­po­si­ção a que es­tão su­jei­tas, se­ja ao frio, ao ca­lor, às águas, aos de­ter­gen­tes... Apro­vei­te to­das as opor­tu­ni­da­des pa­ra as mi­mar e hi­dra­tar pa­ra que se man­te­nham bo­ni­tas. Use di­a­ri­a­men­te um cre­me es­pe­cí­fi­co - o ide­al é mes­mo ter uma pe­que­na em­ba­la­gem na sua bol­sa - mas po­de ca­pri­char e usar um óleo es­pe­ci­al pa­ra pas­sar à vol­ta das unhas pa­ra im­pe­dir o apa­re­ci­men­to de pe­les se­cas e cu­tí­cu­las. E já que é com as su­as mãos que hi­dra­ta o res­to do cor­po, apro­vei­te as so­bras e es­pa­lhe-as bem nas cos­tas e nos de­dos. E não se es­que­ça: as unhas tra­ta­das pe­dem uma cor bo­ni­ta!

O ca­be­lo tam­bém con­ta

Quem dis­se que os ca­be­los não pre­ci­sam de hi­dra­ta­ção? Pre­ci­sam e mui­to, so­bre­tu­do os ca­be­los cres­pos. Pa­ra ter um ca­be­lo se­do­so e bri­lhan­te, de­ve fa­zer uma más­ca­ra se­ma­nal mais de­mo­ra­da. Além dis­so, de­ve dis­pen­sar-lhe cui­da­dos diá­ri­os, co­mo por exem­plo a apli­ca­ção de um óleo em spray pa­ra as pon­tas. Pro­cu­re acon­se­lhar-se no seu ca­be­lei­rei­ro ou em lo­jas da es­pe­ci­a­li­da­de quais os pro­du­tos mais in­di­ca­dos pa­ra o seu ca­be­lo. E lem­bre-se de pe­que­no­se­que­nos tru­ques pa­ra não o es­tra­gar: evi­tar­vi­tar água mui­to quen­te e não o es­fre-es­fre­ga­rar com a to­a­lha.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.