100Fronteiras

Carta do Editor

-

Sempre escutamos falar que você é um produto do meio.

Seu filho é um produto do meio.

Sua cultura é um produto do meio.

Sua sabedoria é um produto do meio...

Enfim, sempre que escuto ou falo sobre ser um produto do meio, surgem milhões de dúvidas em minha cabeça.

E às vezes discordo dessa afirmação, por parecer que tudo tem de estar pronto.

Nós fazemos o meio…

É muito fácil falar que não temos cultura, espaços de exposições, teatros etc.

É cômodo dizer que tudo depende dos governante­s...

Mas quando você vê pequenas ações acontecend­o, fica boquiabert­o. Existem, sim, pequenas ações acontecend­o que não dependem do dinheiro público.

Ações privadas, iniciativa­s independen­tes, movimentos alternativ­os, os quais a sociedade comercial e pequenos empresário­s apoiam, e as coisas acontecem.

Cito o exemplo do Walking Art, junto com o espaço Tetris, o Empório com Arte, Bazar Cultural, a Livraria Kunda no passado com seus filmes franceses e outras muitas pequenas ações marcantes da cultura, de quem quer fazer.

Fazer por paixão à arte!

Penso que paternalis­mo não seja sinônimo de evolução cultural e, por fim, apego-me e satisfaço-me quando as coisas acontecem. Nesta edição, mais Bienal.

Grande abraço,

FBC

 ??  ??

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Argentina