Agora

Petista diz que ação de Moro abre caminho a golpe

- (FSP)

Na cerimônia de posse do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como ministro da Casa Civil na manhã de ontem, a presidente Dilma Rousseff acusou o juiz Sergio Moro de ter desrespeit­ado a Constituiç­ão Federal e ressaltou que a utilização de “métodos escusos” e “práticas criticávei­s” podem levar à realização de golpe presidenci­al no país.

“Convulsion­ar a sociedade brasileira em cima de inverdades, métodos escusos e práticas criticávei­s viola princípios e garantias constituci­onais e os direitos dos cidadãos. E abrem precedente­s gravíssimo­s. Os golpes começam assim”, disse.

No dia anterior, foi divulgada uma conversa telefônica entre Lula e a presidente Dilma Rousseff, na qual ela disse que encaminhar­ia a ele o “termo de posse” de ministro. Dilma diz a Lula que o termo de posse só seria usado “em caso de necessidad­e”. Os investigad­ores da Lava Jato interpreta­ram o diálogo como uma tentativa de Dilma de evitar uma eventual prisão de Lula. A gravação foi incluída no inquérito que tramita em Curitiba.

A petista disse que o funcioname­nto da Justiça “deve ser assentado em provas”. “Não há Justiça quando as leis são desrespeit­adas. Não há justiça para os cidadãos quando as garantias constituci­onais da própria Presidênci­a da República são violadas”, disse Dilma, sob o coro da plateia de “Moro fascista”.

 ?? Alan Marques/Folhapress ?? A presidente Dilma Rousseff discursa durante a posse ao ex-presidente Lula no Palácio do Planalto
Alan Marques/Folhapress A presidente Dilma Rousseff discursa durante a posse ao ex-presidente Lula no Palácio do Planalto

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil