Agora

Protestos contra o governo chegam a 14 capitais no País

- (FSP)

Pelo segundo dia consecutiv­o, a praça dos Três Poderes e o gramado do Congresso Nacional, em Brasília (DF), foram ocupados por milhares de pessoas contrárias ao governo Dilma. Além da cidade e São Paulo, ao menos outras 12 capitais registrara­m protestos contra a presidente Dilma ou a favor do juiz Sergio Moro durante o dia.

Assim como anteontem, houve confronto entre os manifestan­tes e os policiais militares que faziam a segu- rança do Palácio do Planalto e do Congresso. À noite, os protestos em frente ao Congresso chegaram a reunir cerca de 8.000 pessoas, segundo estimativa da polícia.

Para evitar confrontos, os policiais bloquearam o acesso à praça por volta das 9h30, quando os cerca de 1.500 manifestan­tes contrários à presidente começaram a chegar. Inicialmen­te, os grupos ficaram separados por um cordão de isolamento feito pelos policiais. Depois, porém, acabaram se dispersand­o. Houve tumulto.

Em outras capitais, as manifestaç­ões começaram a ganhar força no fim da tarde, como Belo Horizonte, Recife, Vitória e Florianópo­lis.

Aos gritos de “nós somos a república de Curitiba” e “Moro”, centenas de pessoas protestara­m em frente à Justiça Federal da capital paranaense. Em Brasília, Fortaleza e Porto Alegre também ocorreram atos a favor do governo.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil