Ar­roz e fei­jão são os ali­men­tos mais des­per­di­ça­dos pe­la po­pu­la­ção

Agora - - Editorial - (TB)

Ba­se da ali­men­ta­ção na­ci­o­nal, o ar­roz e fei­jão es­tão en­tre os pro­du­tos mais des­per­di­ça­dos pe­los bra­si­lei­ros. Jun­tos, eles re­pre­sen­tam 38% do mon­tan­te de ali­men­tos jo­ga­dos fo­ra no país, de acor­do com a Em­bra­pa.

Pa­ra Gus­ta­vo Por­pi­no, ana­lis­ta da Em­bra­pa, a cul­tu­ra bra­si­lei­ra ex­pli­ca es­ses nú­me­ros. “Ar­roz e fei­jão são os ali­men­tos mais con­su­mi­dos no país, e ten­dem a ser pre­pa­ra­dos em abun­dân­cia. Pre­va­le­ce a cul­tu­ra de que é me­lhor so­brar do que fal­tar. O pro­ble­ma é o não apro­vei­ta­men­to das so­bras, que, por ve­zes, ter­mi­nam sen­do es­que­ci­das na ge­la­dei­ra.”

Pa­ra a eco­no­mis­ta Christina He­le­na Pin­to de Mel­lo, es­pe­ci­a­lis­ta em consumo da ESPM, é pre­ci­so en­si­nar des­de ce­do as cri­an­ças a pre­pa­rar car­dá­pio e pla­ne­jar o que com­prar, pa­ra, no fu­tu­ro, não ha­ver des­per­dí­ci­os. Se­gun­do ela, em um ano, perde-se um bom di­nhei­ro jo­gan­do co­mi­da fo­ra. “Uma fa­mí­lia que des­per­di­ça 1 kg de car­ne, 1 kg de ar­roz e um 1 kg de fei­jão por mês, perde 3,5% do salário mí­ni­mo. Em um ano, is­so dá R$ 400, qua­se meio salário mí­ni­mo jo­ga­do fo­ra.”

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.