PINK FLOYD

ALMANAQUE DO ROCK - EDIÇÃO DE COLECIONADOR - - Segunda Era -

Um exem­plo de ban­da que atra­ves­sou qu­a­se to­das as eras do rock. Co­me­çou nos anos 60 (é um pro­du­to da con­tra­cul­tu­ra da­que­la épo­ca), se es­ta­bi­li­zou nos anos 70 e co­nhe­ceu o su­ces­so má­xi­mo nos anos 80. Fun­da­do em 1965 por Syd Bar­ret, Ro­ger Wa­ters, Rick Wright e Nick Ma­son, o gru­po des­de o iní­cio foi sinô­ni­mo de alu­sões a mun­dos fic­tí­ci­os, ex­pe­ri­men­ta­ção so­no­ra e efei­tos es­pe­ci­ais. O rock pro­gres­si­vo en­ga­ti­nha­va e o ál­bum de es­treia, The Pi­per at the Ga­tes of Down, aca­bou se tor­nan­do um mar­co do es­ti­lo. Do­mi­na­do por com­po­si­ções de Bar­rett, é evi­den­te que o Floyd ain­da ta­te­a­va o ca­mi­nho que se­gui­ria, por is­so, tra­ta-se de um ál­bum úni­co na car­rei­ra da ban­da e soa mui­to di­fe­ren­te de tu­do que fa­ri­am de­pois, ape­sar de já ter to­das as ca­rac­te­rís­ti­ca psi­co­dé­li­cas e “es­pa­ci­ais”. No en­tan­to, o cé­re­bro de Bar­ret já não acom­pa­nha­va mais o rit­mo ne­ces­sá­rio pa­ra uma ban­da pro­fis­si­o­nal com su­as in­ter­mi­ná­veis vi­a­gens de LSD. As­sim, aca­bou sain­do de ce­na e o ta­len­to­so Da­vid Gil­mour as­su­miu seu lu­gar. De­pois de um ál­bum de tran­si­ção, A Sau­cer­ful of Se­crets, com al­gu­mas con­tri­bui­ções de Bar­rett, o Floyd abre uma no­va fa­se e es­ta­be­le­ce as ba­ses do rock pro­gres­si­vo. Mas o au­ge des­se pe­río­do acon­te­ce­ria ape­nas em 1973, com o clássico Dark Si­de of the Mo­on, tal­vez, o ál­bum mais im­por­tan­te de to­da a his­tó­ria do rock pro­gres­si­vo. E os gran­des mo­men­tos do Floyd só ti­nham co­me­ça­do. Wish You We­re He­re vi­ria em se­gui­da e, em 79, a ban­da al­can­ça­ria a re­den­ção co­mer­ci­al com o ál­bum The Wall, que vi­rou filme lan­ça­do em 82. Os mu­ros in­ter­nos do Pink Floyd, no en­tan­to, já es­ta­vam le­van­ta­dos e a ban­da se dis­sol­veu aos pou­cos, cul­mi­nan­do com a saí­da-ex­pul­são do fun­da­dor Ro­ger Wa­ters, res­tan­do a Wright, Gil­mour e Ma­son exe­cu­ta­rem a fór­mu­la do su­ces­so pe­los anos que se se­gui­ram. No to­tal, lan­ça­ram 13 ál­buns de es­tú­dio e du­as gran­des tri­lhas so­no­ras. A pri­mei­ra pa­ra o filme Mo­re, de 1969, e a se­gun­da pa­ra La Val­lée (o ál­bum re­ce­beu o no­me de Obs­cu­red By Clouds) de 1972, am­bos do di­re­tor Bar­bet Sch­ro­e­der.

Ál­buns es­sen­ci­ais

• The Pi­per at the Ga­tes of Down (1968)

• Atom He­art Mother (1970)

• Dark Si­de of the Mo­on (1973)

• Wish You We­re He­re (1975)

• The Wall (1979)

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.