Ga­ran­ta bo­as ven­das

Ana Maria - - FAÇA E VENDA -

A va­li­da­de do pu­dim é de até cin­co di­as con­ser­va­do em ge­la­dei­ra. Mas o su­ces­so do ne­gó­cio es­tá mui­to re­la­ci­o­na­do com a qua­li­da­de do seu pro­du­to. Quan­to mais fres­qui­nho, mais sa­bo­ro­so fi­ca. Na­tu­ral­men­te, as­sim, as ven­das po­dem do­brar!

A re­cei­ta tam­bém po­de ser fei­ta na pa­ne­la elé­tri­ca, pa­ne­la de ar­roz ou do jei­to tra­di­ci­o­nal, ou se­ja, em ba­nho-ma­ria na bo­ca do fo­gão ou no for­no. A di­fe­ren­ça es­ta­rá no tem­po de co­zi­men­to. Vo­cê te­rá de tes­tar ca­da uma de­las. No en­tan­to, em mé­dia, o tem­po de pre­pa­ro au­men­ta pa­ra 30 mi­nu­tos.

Se a ideia é ser­vir o pu­dim em ca­sa, de­sen­for­me-o em pra­ti­nhos co­muns mes­mo. Mas, pa­ra co­mer­ci­a­li­zar, use em­ba­la­gens in­di­vi­du­ais com tam­pa (de plás­ti­co ou acrí­li­co). Elas são fa­cil­men­te en­con­tra­das em ca­sas de ar­ti­gos pa­ra fes­tas e con­fei­ta­ria. Vo­cê tam­bém po­de ven­der di­re­to no co­po. Só se lem­bre de in­cluir o cus­to do co­po no pre­ço fi­nal do pro­du­to.

Mui­ta gen­te es­co­lhe ven­der de for­ma di­re­ta, in­do ao en­con­tro do con­su­mi­dor. Pa­ra is­so, é ne­ces­sá­rio es­co­lher lo­cais com flu­xo gran­de de pes­so­as, co­mo cen­tros co­mer­ci­ais (lo­jas, es­cri­tó­ri­os) e até mes­mo por­tas de es­co­las e fa­cul­da­des.

Ou­tra for­ma de ven­der é fa­zer par­ce­ria com es­ta­be­le­ci­men­tos. Po­de ser res­tau­ran­tes, lan­cho­ne­tes, bis­trôs e ca­fe­te­ri­as da re­gião on­de vo­cê mo­ra.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.