DE 4 A 7 ANOS

Ana Maria - - FILHOS -

Nes­ta fa­se, as brin­ca­dei­ras po­dem ser mais ela­bo­ra­das. É pos­sí­vel pe­gar, por exem­plo, uma cai­xa de sa­pa­to e pin­tar ou de­co­rar co­mo se fos­se uma te­le­vi­são ou um com­pu­ta­dor. Mon­tar um que­bra-ca­be­ça, ler as pá­gi­nas de um li­vro jun­to aos pais e aju­dar na pre­pa­ra­ção de re­cei­tas mis­tu­ran­do os in­gre­di­en­tes são ou­tras op­ções in­te­res­san­tes. Lem­bre-se: es­se é o mo­men­to que se cons­tro­em as me­mó­ri­as afe­ti­vas es­pe­cí­fi­cas das fé­ri­as, que são mui­to im­por­tan­tes pa­ra a es­tru­tu­ra emo­ci­o­nal do pe­que­no.

SU­GES­TÃO DA ES­PE­CI­A­LIS­TA

Reú­na um pe­que­no gru­po em ca­sa pa­ra brin­car de aler­ta. Al­guém jo­ga a bo­la pa­ra ci­ma e fa­la o no­me de ou­tro jo­ga­dor. En­tão, a cri­an­ça cor­re pa­ra pe­gar a bo­la, dá três pas­sos e ten­ta quei­mar um dos par­ti­ci­pan­tes.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.