Con­ver­sa en­tre ami­gas

Ana Maria - - MENSAGEM DA KARLINHA - Sua ami­ga, Kar­li­nha

“Mi­nha ir­mã é ex­tro­ver­ti­da, ale­gre, ex­pres­si­va... Além dis­so, vi­ve ro­de­a­da de ami­gos. Em com­pen­sa­ção, eu es­tou sem­pre qui­e­ta no meu can­to. Con­fes­so que sin­to in­ve­ja de­la por con­ta do seu jei­to...”

W. P., por e-mail

Vo­cê sen­te in­ve­ja, mas faz al­gu­ma coi­sa pa­ra mu­dar is­so? Vo­cê sor­ri e se abre pa­ra as ami­za­des? Ou vi­ve de ca­ra amar­ra­da, tí­mi­da, se es­con­den­do das pes­so­as? De­pen­den­do de co­mo agir, vai con­ti­nu­ar mes­mo amar­gan­do o sa­bor des­se sen­ti­men­to ruim, sim­ples­men­te por­que nin­guém quer se apro­xi­mar de quem não se dis­põe a se tor­nar pe­lo me­nos uma com­pa­nhia agra­dá­vel. A vi­da já é du­ra de­mais pa­ra vi­ver­mos car­ran­cu­das ou em silêncio.

Não se iso­le, se sol­te, se per­mi­ta com­par­ti­lhar so­nhos e opi­niões. Agin­do as­sim, vo­cê lo­go te­rá à sua vol­ta tan­tos ou mais ami­gos que sua ir­mã. E a vi­da vai fi­car tão mais do­ce, co­lo­ri­da e di­ver­ti­da... Bo­ra lá ser fe­liz, ga­ro­ta!

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.