OS MISTÉRIOS DE CA­DA UM

Aventuras na Historia - - EDITORIAL - Iza­bel Du­va Ra­po­port Edi­to­ra

No fim do ano pas­sa­do, minha ir­mã foi vi­si­tar uma co­mu­na ita­li­a­na cha­ma­da Mon­te­mur­ro, na re­gião da Ba­si­li­ca­ta, a cer­ca de 400 quilô­me­tros de Ro­ma. Em­bo­ra te­nha ido de fé­ri­as, não era uma vi­a­gem qual­quer: era um res­ga­te às nos­sas ori­gens. Foi de lá que meu bi­savô pa­ter­no emi­grou na vi­ra­da do sé­cu­lo 19 pa­ra o 20 ru­mo ao Brasil, pou­co tem­po de­pois do iní­cio do lon­go pe­río­do de de­ca­dên­cia des­sa ou­tro­ra im­por­tan­te e de­sen­vol­vi­da ci­da­de (por vol­ta de 1850, an­tes de ser atin­gi­da pe­lo ter­re­mo­to que ma­tou 4 mil pes­so­as, Mon­te­mur­ro era a quar­ta mai­or ci­da­de da re­gião). E foi lá, nes­sa vi­a­gem do ano pas­sa­do, que minha ir­mã des­co­briu algo cu­ri­o­so: nos­so so­bre­no­me Du­va, na ver­da­de, era Du­vo. Tro­car as le­tras dos no­mes, de fa­to, era mui­to co­mum nes­sas on­das de imi­gra­ção, mas não ti­ve­mos co­mo con­ter a emo­ção ao des­co­brir, en­fim, es­sa ge­nuí­na e pe­que­na par­te da nos­sa história. Aliás, é gra­ças a es­sas in­can­sá­veis bus­cas por al­gum sen­ti­do – ou na­tu­ral­men­te por cer­to grau do aca­so ou da cu­ri­o­si­da­de pa­ra des­ven­dar mistérios de lon­ga da­ta – que se­gui­mos em fren­te. Sem tu­do is­so, a História se per­de.

Mui­to prazer e boa lei­tu­ra!

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.