HOTEL BOUTIQUE DE CHARME LUSITANO

Bicycling (Brazil) - - PESSOAS -

Uma óti­ma ma­nei­ra de se apro­vei­tar ao má­xi­mo as pos­si­bi­li­da­des ofe­re­ci­das por Vi­a­na do Cas­te­lo é se hos­pe­dan­do no Hotel Fe­el­vi­a­na. Cons­truí­do com o con­cei­to de “sport hotel”, es­se em­pre­en­di­men­to 4 es­tre­las ofe­re­ce tu­do o que vo­cê pre­ci­sa pa­ra pe­da­lar por ali, de alu­guel de va­ri­a­dos ti­pos de bi­kes a ser­vi­ço es­pe­ci­a­li­za­do de gui­as, lo­ja e ofi­ci­na.

“Há tra­ba­lhos du­ros, mas al­guém tem que fa­zê-los”, diz Ri­car­do Fel­guei­ras, 47 anos, com um sor­ri­so irô­ni­co no ros­to, no mais au­tên­ti­co so­ta­que por­tu­guês que vo­cê pos­sa ima­gi­nar. So­ta­que de quem nas­ceu e vi­veu ali mes­mo a mai­or par­te da vi­da. Por is­so mes­mo co­nhe­ce co­mo pou­cos os per­cur­sos de bi­ke da re­gião. Ele foi ci­clis­ta pro­fis­si­o­nal por mais de uma dé­ca­da e, mes­mo se apo­sen­tan­do das com­pe­ti­ções, nun­ca aban­do­nou a bi­ci­cle­ta. Es­tá nas su­as mãos a co­or­de­na­ção da área de ci­clis­mo do Fe­el­vi­a­na, on­de tam­bém tra­ba­lha co­mo guia. Com um cons­tan­te sor­ri­so no ros­to e a ale­gria de tra­ba­lhar com aqui­lo que ama, ele vi­ve re­pe­tin­do seu man­tra com iro­nia: “Há tra­ba­lhos du­ros, mas vo­cê sa­be...”.

Ri­car­do de­sen­vol­veu um ma­pa com­ple­to da re­gião, com 21 tra­je­tos (com ta­be­las de al­ti­me­tria e ro­tas pré-tra­ça­das pa­ra quem dis­pen­sa gui­as), que co­brem os prin­ci­pais pon­tos de in­te­res­se da re­gião, com va­ri­a­dos graus de di­fi­cul­da­de.

Va­le ain­da apro­vei­tar as ou­tras op­ções ofe­re­ci­das pe­lo Hotel Fe­el­vi­a­na. Lo­ca­li­za­do bem de fren­te ao mar, o lu­gar inau­gu­ra­do há ape­nas um ano pos­sui cli­ma des­con­traí­do e mo­der­no – ape­sar de ser um 4 es­tre­las e con­tar com to­das as mor­do­mi­as que um hotel des­sa ca­te­go­ria ofe­re­ce, co­mo spa, pis­ci­na aque­ci­da, ba­nho tur­co e bar na praia. O hotel é to­do de­co­ra­do com obras de ar­te da co­le­ção da fa­mí­lia só­cia do em­pre­en­di­men­to, o que o trans­for­ma em um ver­da­dei­ro mu­seu de ar­te con­tem­po­râ­nea. No des­can­so en­tre um pe­dal e ou­tro, vo­cê po­de ex­pe­ri­men­tar ou­tros es­por­tes que a ci­da­de ofe­re­ce: ki­te­surf, wind­surf, stand-up pad­dle, ve­la e surf. E, de­pois, se per­mi­ta não fa­zer na­da, ape­nas sa­bo­re­ar a pai­sa­gem e o charme da cul­tu­ra lu­si­ta­na.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.