BI­KE FIXA. SEM MAR­CHA. SEM FREIO. NA LA­MA

Bicycling (Brazil) - - PESSOAS - FO­TOS DE JOHN DA­NI­EL REISS

Pegue um ban­do de bi­ke mes­sen­gers que cur­te ve­lo­ci­da­de, cer­ve­ja e ri­sa­das. Jo­gue-os em um cir­cui­to de ter­ra com ram­pas, areia e tre­chos bem téc­ni­cos. Pron­to: es­tá aí uma no­va mo­da­li­da­de e um cam­pe­o­na­to pa­ra lá de un­der­ground

No fim de 2016, Nick Ke­a­ne e Je­an Pa­di­lha, dois ci­clis­tas en­tre­ga­do­res que tra­ba­lha­vam pa­ra mi­nha em­pre­sa de entrega de bi­ke mes­sen­ger, a TCB Cou­ri­er, na Ca­li­fór­nia (EUA), me pe­di­ram con­se­lhos so­bre or­ga­ni­za­ção de even­tos e bus­ca por pa­tro­ci­na­do­res. Qu­an­do eles me con­ta­ram que es­ta­vam pla­ne­jan­do uma no­va sé­rie de pro­vas de bi­ke un­der­ground, eu fi­quei im­pres­si­o­na­do. Eles que­ri­am jun­tar a uni­da, po­rém di­mi­nu­ta, co­mu­ni­da­de de ci­clis­tas cour­ri­ers em tor­no de uma pro­va que fos­se di­ver­ti­da, com­pe­ti­ti­va e que in­cluís­se di­ver­sas tri­bos. Daó­ra!

Qu­an­do eles men­ci­o­na­ram que a tal pro­va te­ria bi­kes de pis­ta (de uma só mar­cha e pi­nhão fi­xo, ou se­ja, sem ou com pouquís­si­mo freio) e acon­te­ce­ria em um cir­cui­to de ci­clo­cross (em tri­lhas bem téc­ni­cas, mui­tas ve­zes com areia e la­ma), aí fi­quei­mu­do. Eu não es­ta­va cer­to de que uma mo­da­li­da­de es­drú­xu­la ti­po “pis­tei­ra-cross” se­ria uma boa ideia... Bi­ke mes­sen­gers cos­tu­mam cur­tir cor­ri­das de al­ley­cat, que ge­ral­men­te ro­lam no meio do trân­si­to, em pe­gas alu­ci­nan­tes. En­tre­tan­to, quan­to mais pen­sa­va no as­sun­to, mais eu con­se­guia vis­lum­brar lo­cais on­de es­sa doi­dei­ra po­de­ria acon­te­cer – mui­tos de nós da­qui de São Fran­cis­co já ti­nham pe­da­la­do bi­kes fi­xas na ter­ra, só por di­ver­são. Os dois bi­ke mes­sen­gers ba­ti­za­ram seu pro­je­to de Com­pe­ti­ção Que Re­sis­te, e em 14 de ja­nei­ro de 2017 eles es­tre­a­ram sua pri­mei­ra cor­ri­da off-ro­ad pa­ra bi­ci­cle­tas fi­xas, na re­gião da baía de São Fran­cis­co. O even­to con­sis­tia em cin­co vol­tas por um cir­cui­to de ter­ra e sin­gle­track re­che­a­do de tre­chos de la­ma, ram­pas e obs­tá­cu­los. Os com­pe­ti­do­res usa­ram to­do ti­po de bi­ke des­se es­ti­lo: de ur­ba­nas ra­to­ei­ras ve­lha­ri­as a mo­de­los ae­ro fei­tos pa­ra ve­ló­dro­mo. A ins­cri­ção ro­lou no es­que­ma de do­a­ção (pa­ga o quan­to achar que va­le), e os prê­mi­os fo­ram com­par­ti­lha­dos igual­men­te en­tre os ven­ce­do­res ho­mens e das ca­te­go­ri­as de mu­lhe­res, trans e fem­mes. Ha­via apoi­a­do­res de lo­jas e mar­cas lo­cais, além de mui­ta cer­ve­ja. Trin­ta pes­so­as par­ti­ci­pa­ram – mais do que eu es­pe­ra­va. A pro­va foi cha­ma­da de “A In­va­são dos Mons­tros Pis­tei­ro-cross” e in­cluiu até uma com­pe­ti­ção de skid (fre­ar e der­ra­par com a ro­da tra­sei­ra).

De­pois da pri­mei­ra edi­ção e do hy­pe que ro­lou nas re­des so­ci­ais so­bre a pro­va, Nick e Je­an en­tra­ram em con­ta­to com ami­gos bi­ke mes­sen­gers de Por­tland, Los An­ge­les, Washing­ton DC, No­va York e Tó­quio. E or­ga­ni­za­ram uma sé­rie “Trí­pli­ce Co­roa” de pro­vas de pis­tei­ro-cross (ou trac­klo­cross, em in­glês) em ca­da ci­da­de, a ser re­a­li­za­da ao lon­go de 2018, além de um Cam­pe­o­na­to Na­ci­o­nal em Min­ne­a­po­lis, nos EUA.

Nos úl­ti­mos anos, eu vi vá­ri­os ni­chos e mo­das em di­fe­ren­tes gru­pos de bi­ke bom­ba­rem por aí e nas­ce­rem a par­tir de ini­ci­a­ti­vas su­per­dis­cre­tas e iso­la­das. E eu sem­pre quis do­cu­men­tar es­sas ten­dên­ci­as sur­gin­do. Nes­ta re­por­ta­gem, vo­cê po­de ver fo­tos de uma pro­va des­sas de fixa na ter­ra que ro­lou no Gol­den Ga­te Park, em São Fran­cis­co, em maio des­te ano.

O tal do trac­klo­cross é mais aces­sí­vel, por usar bi­kes mais sim­ples e ba­ra­tas. É tam­bém mais ca­su­al e com uma au­ra mais de co­mu­ni­da­de que pro­vas de es­tra­da ou mes­mo moun­tain bi­ke. A ga­le­ra que par­ti­ci­pa é com­pe­ti­ti­va, co­mo em ou­tras mo­da­li­da­des. Mas ca­da cur­va ven­ci­da ou ad­ver­sá­rio ul­tra­pas­sa­do ge­ral­men­te se dá com um bai­ta sor­ri­so no ros­to.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.