Te­mer já ad­mi­te que Mei­rel­les dei­xe Se­cre­ta­ria da Fa­zen­da

Brasil em Folhas - - Primeira Página -

opre­si­den­te da re­pú­bli­ca, Mi­chel Te­mer, dis­se on­tem em são Pau­lo que o go­ver­no já con­si­de­ra a hi­pó­te­se da saí­da do mi­nis­tro da Fa­zen­da, Hen­ri­que Mei­rel­les, e que, se is­so ocor­rer, a ba­se atu­al da equi­pe econô­mi­ca se­rá man­ti­da. “Não po­de­mos que­brar es­sa equi­pe econô­mi­ca que es­tá aí”.

“eu e o mi­nis­tro Mei­rel­les con­si­de­ra­mos as vá­ri­as hi­pó­te­ses no fi­nal de se­ma­na. Não ha­via ain­da uma de­ci­são. Mas con­si­de­ra­mos a hi­pó­te­se de sua saí­da. e, evi­den­te­men­te, ao cui­dar de sua saí­da, se ele vi­er a sair (do go­ver­no), con­fio mui­to na in­di­ca­ção do seu subs­ti­tu­to”, dis­se o pre­si­den­te a jor­na­lis­tas, após dis­cur­sar por cer­ca de 45 mi­nu­tos pa­ra mem­bros da Fe­de­ra­ção do co­mér­cio de Bens, ser­vi­ços e Tu­ris­mo do es­ta­do de são Pau­lo, no qual ci­tou vá­ri­os dos pro­je­tos re­a­li­za­dos por seu go­ver­no em um ano e 11 me­ses de man­da­to.

o pre­si­den­te des­con­ver­sou qu­an­do ques­ti­o­na­do se Mei­rel­les vai com­por com ele uma can­di­da­tu­ra à Pre­si­dên­cia da re­pú­bli­ca, com o mi­nis­tro ocu­pan­do uma cha­pa co­mo vi­ce-pre­si­den­te. “ele po­de ocu­par qual­quer fun­ção no país. Po­de ser can­di­da­to, po­de ser vi­ce, po­de con­ti­nu­ar mi­nis­tro”, dis­se Te­mer, res­sal­tan­do que, se Mei­re­les se fi­li­ar ao MDB, se­rá “mui­to bem-vin­do”. “Não ve­jo ob­je­ção à vin­da de­le ao MDB”. so­bre sua pró­pria can­di­da­tu­ra, Te­mer dis­se ape­nas que “es­tá con­si­de­ran­do”.

RÚS­SIA

o pre­si­den­te re­ve­lou que con­ver­sou on­tem, por te­le- fo­ne, com o pre­si­den­te da rús­sia, Vla­di­mir Pu­tin. se­gun­do Te­mer, a con­ver­sa foi so­bre pro­ble­mas en­vol­ven­do a ex­por­ta­ção da car­ne bra­si­lei­ra. “Tra­tei so­bre a ques­tão agro­pe­cuá­ria, so­bre a ques­tão da car­ne, por­que hou­ve em­ba­ra­ços na im­por­ta­ção de car­ne. Mas ele [Pu­tin] se mos­trou dis­pos­to a exa­mi­nar is­so com mui­ta ra­pi­dez”, dis­se.

No dis­cur­so na Fe­de­ra­ção das in­dús­tri­as do es­ta­do de são Pau­lo (Fi­esp), Te­mer fez um ba­lan­ço do seu go­ver­no e exal­tou o atu­al mo­men­to do país. o pre­si­den­te ci­tou a apro­va­ção do te­to pa­ra os gas­tos pú­bli­cos, a re­for­ma do en­si­no mé­dio, a re­pac­tu­a­ção da dí­vi­da dos es­ta­dos, a re­cu­pe­ra­ção das em­pre­sas es­ta­tais, a mo­ra­li­za­ção das es­ta­tais, a in­ter­ven­ção fe­de­ral na se­gu­ran­ça do rio de Ja­nei­ro, a apro­va­ção da re­for­ma tra­ba­lhis­ta e da lei da ter­cei­ri­za­ção, en­tre ou­tros. e dis­se que o país tem di­mi­nuí­do seu dé­fi­cit, que ho­je es­tá na ca­sa dos r$ 139 bi­lhões. “is­so se cha­ma res­pon­sa­bi­li­da­de fis­cal”.

Te­mer fa­lou tam­bém so- bre a área so­ci­al e da ma­nu­ten­ção do pro­gra­ma Bol­sa Fa­mí­lia. “Man­ti­ve­mos o Bol­sa Fa­mí­lia, que há mais de dois anos e meio não ti­nha au­men­to. e de­mos au­men­to. Mas o in­te­res­san­te na nos­sa con­cep­ção é que ele é um pro­gra­ma as­sis­ten­ci­al le­gí­ti­mo no pre­sen­te mo­men­to, mas não po­de ser eter­no. É cla­ro que es­se há de ser um pro­gra­ma pas­sa­gei­ro. Por is­so adi­ci­o­na­mos ou­tro pro­gra­ma, o Pro­gre­dir, on­de se pas­sa a em­pre­gar os fi­lhos dos des­fru­tan­tes do Bol­sa Fa­mí­lia.

Ar­qui­vo ag. Bra­sil

Pre­si­den­te dis­se que se Hen­ri­que dei­xar car­go pa­ra dis­pu­ta po­lí­ti­ca

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.