Bra­sil e EUA vol­tam a tra­tar do uso de Al­cân­ta­ra

Brasil em Folhas - - Primeira Página -

Omi­nis­tro da De­fe­sa, Jo­a­quim Sil­va e Lu­na, reu­niu-se no co­me­ço da tar­de de ho­je (13) com o se­cre­tá­rio de De­fe­sa dos Es­ta­dos Uni­dos (EUA), Ja­mes Mat­tis. No en­con­tro, fo­ram tra­ta­dos da si­tu­a­ção so­ci­al da Venezuela, de co­o­pe­ra­ções mi­li­ta­res, in­clu­si­ve na área ci­ber­né­ti­ca, e da re­to­ma­da de um acor­do de sal­va­guar­das tec­no­ló­gi­cas pa­ra uti­li­za­ção da Ba­se de Lan­ça­men­to de Al­cân­ta­ra, a cer­ca de 30 km de São Luís (MA).

Se­gun­do Sil­va e Lu­na, “os ame­ri­ca­nos es­tão me­xen­do na pro­pos­ta” pa­ra vi­a­bi­li­zar um acor­do ain­da es­te ano.

De acor­do com o mi­nis­tro bra­si­lei­ro, “o se­cre­tá­rio de De­fe­sa [Ja­mes Mat­tis] se com­pro­me­teu, no mais cur­to pra­zo, a ajus­tar os de­ta­lhes pa­ra que o acor­do fi­que con­for­me nos­sos in­te­res­ses e se­ja en­ten­di­do pe­lo país in­tei­ro, pe­la so­ci­e­da­de, que é tra­du­zi­do pe­lo nos­so Con­gres­so”.

A ba­se, cri­a­da em 1983 pa­ra o Pro­gra­ma Es­pa­ci­al Bra­si­lei­ro, é ob­je­to de in­te­res­se dos Es­ta­dos Uni­dos por cau­sa da pro­xi­mi­da­de com a Li­nha do Equa­dor, que pos­si­bi­li­ta a eco­no­mia de com­bus­tí­vel no lan­ça­men­to de fo­gue­tes. Um acor­do pa­ra uso nor­te-ame­ri­ca­no foi frus­tra­do nos anos 1990 por cau­sa da re­sis­tên­cia do Con­gres­so Bra­si­lei­ro, que de­se­ja­va um con­tra­to que ga­ran­tis­se mai­or trans­fe­rên­cia de tec­no­lo­gia e aces­so a in­for­ma­ções a ope­ra­ções no lo­cal. De acor­do com o mi­nis­tro da De­fe­sa, o Bra­sil tem in­te­res­se na pro­du­ção de in­for­ma­ções do sa- té­li­te. “En­fa­ti­za­mos mui­to já que os Es­ta­dos Uni­dos têm uma gran­de ca­pa­ci­da­de de in­for­ma­ção na área, que é a de in­te­li­gên­cia por meio de sa­té­li­tes de ima­gem”, dis­se Sil­va e Lu­na aos jor­na­lis­tas após o en­con­tro com o se­cre­tá­rio de De­fe­sa, sem es­pe­ci­fi­car se o in­te­res­se bra­si­lei­ro diz res­pei­to à se­gu­ran­ça, te­le­co­mu­ni­ca­ções, cli­ma e/ ou meio am­bi­en­te. “Na ver- da­de, es­tá se tra­tan­do não do que sai do chão, mas do que es­tá no es­pa­ço. A pre­o­cu­pa­ção é com o que es­tá no es­pa­ço não é com o cen­tro de lan­ça­men­to em si, já que é um es­pa­ço li­vre e uma área que não ame­a­ça a se­gu­ran­ça das na­ções”, as­si­na­lou Sil­va e Lu­na.

O acor­do com os nor­te­a­me­ri­ca­nos é de­fen­di­do pe­la Agên­cia Es­pa­ci­al Bra­si­lei­ra e pe­lo Co­man­do da Ae­ro­náu­ti­ca. Em ar­ti­go re­cen­te, o co­man­dan­te da Ae­ro­náu­ti­ca, Ni­val­do Luiz Ros­sa­to, de­fen­deu as ne­go­ci­a­ções e o es­cla­re­ci­men­to da po­pu­la­ção. “O país pre­ci­sa sa­ber que Al­cân­ta­ra não es­tá à ven­da, não se­rá ar­ren­da­da e que tam­pou­co ha­ve­rá ces­são de área ou qual­quer ou­tra ação que afe­te a so­be­ra­nia bra­si­lei­ra”, es­cre­veu.

FOR­ÇA AÉ­REA BRA­SI­LEI­RA

A Tor­re Mó­vel de In­te­gra­ção é usa­da pa­ra lan­çar o VLS-1

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.