Raquel pe­de sus­pen­são de inqué­ri­to con­tra Te­mer

Brasil em Folhas - - Primeira Página -

Apro­cu­ra­do­ra-ge­ral da re­pú­bli­ca, raquel Dod­ge, so­li­ci­tou nes­ta ter­ça- fei­ra ( 25) ao mi­nis­tro edson fa­chin, do su­pre­mo tribunal fe­de­ral ( stf), a sus­pen­são do inqué­ri­to que investiga o pre­si­den­te mi­chel te­mer ( MDB) e os mi­nis­tros eli­seu Pa­di­lha ( ca­sa ci­vil) e mo­rei­ra fran­co ( mi­nas e ener­gia).

No re­la­tó­rio fi­nal do inqué­ri­to sobre re­pas­ses de r$ 10 mi­lhões da ode­bre­cht pa­ra in­te­gran­tes do MDB, a Po­lí­cia fe­de­ral con­cluiu pe­la exis­tên­cia de in­dí­ci­os de que o pre­si­den­te co­me­teu cri­mes de cor­rup­ção pas­si­va e la­va­gem de dinheiro. o do­cu­men­to tam­bém in­di­ca a prá­ti­ca dos mes­mos cri­mes pe­los mi­nis­tros.

o ca­so es­tá re­la­ci­o­na­do com o jan­tar no Pa­lá­cio do Ja­bu­ru, em 2014, e que foi de­ta­lha­do nos acor­dos de de­la­ção de exe­cu­ti­vos da ode­bre­cht. en­tão vi­ce-pre­si­den­te, te­mer te­ria par­ti­ci­pa­do do en­con­tro em que os va­lo­res fo­ram so­li­ci­ta­dos.

o prin­ci­pal ar­gu­men­to uti­li­za­do por raquel Dod­ge pa­ra em­ba­sar o pe­di­do ao mi­nis­tro edson fa­chin, re­la­tor do inqué­ri­to no su­pre­mo, foi a imu­ni­da­de cons­ti­tu­ci­o­nal tem­po­rá­ria à per­se­cu­ção pe­nal que o pre­si­den­te pos­sui. a pro­cu­ra­do­ra-ge­ral lem­brou em sua ma­ni­fes­ta­ção que a cons­ti­tui­ção fe­de­ral proí­be que o pre­si­den­te se­ja de­nun­ci­a­do por atos an­te­ri­o­res ao man­da­to.

“a cons­ti­tui­ção ve­da, por­tan­to, a pos­si­bi­li­da­de de res­pon­sa­bi­li­zar o Pre­si­den­te da re­pú­bli­ca e de pro­mo­ver ação pe­nal por atos an­te­ri­o­res ao man­da­to e es­tra­nho ao exer­cí­cio de su­as fun­ções, en­quan­to es­te du­rar”, escreveu raquel Dod­ge, es­co­lhi­da pa­ra o car­go de pro­cu­ra­do­ra-ge­ral da re­pú­bli­ca por mi­chel te­mer, em ju­nho de 2017.

“as­sim, de­ve-se aguar­dar o tér­mi­no do man­da­to presidencial pa­ra a for­ma- ção da opi­nio de­lic­ti em re­la­ção aos fa­tos re­la­ci­o­na­dos ao se­nhor Pre­si­den­te da re­pú­bli­ca mi­chel mi­guel eli­as te­mer lu­lia.”

em seu pa­re­cer, raquel Dod­ge nar­ra que, em­bo­ra eli­seu Pa­di­lha e mo­rei­ra fran­co não se­jam par­la­men­ta­res, são al­can­ça­dos pe­la no­va in­ter­pre­ta­ção do fo­ro pri­vi­le­gi­a­do. se­gun­do ela, os dois des­vin­cu­la­ram-se de seus car­gos an­te­ri­o­res em 2015 e ape­nas re­tor­na­ram ao car­go de mi­nis­tros em 2016, em pas­tas di­fe­ren­tes da­que­las re­la­ti­vas aos fa­tos in­ves­ti­ga­dos.

“Por­tan­to, os even­tos de­li­tu­o­sos apu­ra­dos nes­te inqué­ri­to ocor­re­ram em mo­men­to que pre­ce­de ao atu­al car­go ocu­pa­do e não há re­la­ção de cau­sa­li­da­de en­tre os cri­mes in­ves­ti­ga­dos e o exer­cí­cio do car­go atu­al. Di­an­te dis­so, os fa­tos ob­je­to des­te inqué­ri­to nº 4462 de­vem ser re­me­ti­dos ao Juí­zo de 1ª ins­tân­cia com com­pe­tên­cia pa­ra pro­ces­sar e jul­gar os fa­tos nar­ra­dos”, escreveu.

o mi­nis­tro edson fa­chin, do stf, ha­via da­do um pra­zo de 15 di­as pa­ra que a pro­cu­ra­do­ra-ge­ral da re­pú­bli­ca de­ci­dir se apre­sen­ta­ria ou não de­nún­cia con­tra o pre­si­den­te e seus mi­nis­tros. te­mer foi de­nun­ci­a­do du­as ve­zes pe­lo ex-pro­cu­ra­dor-ge­ral rodrigo Ja­not - uma por cor­rup­ção e ou­tra por obs­tru­ção da Jus­ti­ça e or­ga­ni­za­ção cri­mi­no­sa -, mas os ca­sos fo­ram bar­ra­dos pe­la câ­ma­ra em 2017.

RE­LA­TÓ­RIO DA PF

No ca­so do pre­si­den­te, a Pf ma­pe­ou a en­tre­ga de r$ 1,4 mi­lhão pa­ra João Bap­tis­ta li­ma fi­lho, o co­ro­nel li­ma, ami­go do eme­de­bis­ta. Pa­ra sus­ten­tar a te­se, a Pf ou­viu o do­lei­ro al­va­ro No­vis, res­pon­sá­vel pe­las en­tre­gas, e ane­xou uma con­ver­sa em que o pró­prio li­ma apa­re­ce em li­ga­ção pa­ra a em­pre­sa de No­vis em di­as das en­tre­ga dos va­lo­res.

“Pe­lo te­or da con­ver- sa, res­ta in­con­tes­te que, ao ser in­for­ma­do sobre a che­ga­da da en­co­men­da, João Bap­tis­ta li­ma fi­lho in­for­mou que es­ta­va dis­tan­te do lo­cal, so­li­ci­tan­do que o ho­rá­rio fos­se re­mar­ca­do pa­ra as 15h, in­for­ma­ção que aca­bou se re­fle­tin­do nos diá­lo­gos man­ti­dos via sky­pe”, diz tre­cho do re­la­tó­rio.

a li­ga­ção pa­ra a em­pre­sa do do­lei­ro foi às 10h25 de 19 de mar­ço de 2014. Às 11h35, li­ma li­gou pa­ra um ce­lu­lar em no­me de te­mer e, às 11h37, o ami­go de te­mer re­ce­beu ou­tra li­ga­ção da em­pre­sa do do­lei­ro res­pon­sá­vel pe­las en­tre­gas. lo­go após es­ta con­ver­sa, às 11h51, li­ma vol­tou a li­gar pa­ra te­mer com qu­em fa­lou cer­ca de 5 mi­nu­tos.

DE­FE­SAS

em no­ta, Bri­an al­ves Pra­do, ad­vo­ga­do de mi­chel te­mer, in­for­mou que a ma­ni­fes­ta­ção da pro­cu- ra­do­ra-ge­ral da re­pú­bli­ca “é na­tu­ral, já que a cons­ti­tui­ção fe­de­ral proí­be que o Pre­si­den­te da re­pú­bli­ca se­ja res­pon­sa­bi­li­za­do por fa­tos an­te­ri­o­res ao car­go”. a de­fe­sa de eli­seu Pa­di­lha dis­cor­dou da ma­ni­fes­ta­ção de raquel Dod­ge de de­cli­nar com­pe­tên­cia por en­ten­der que os fa­tos nar­ra­dos apon­tam even­tu­al pe­di­do de cai­xa 2 de cam­pa­nha, “ma­té­ria es­sa afei­ta à Jus­ti­ça elei­to­ral, con­for­me pa­cí­fi­ca po­si­ção do pró­prio stf no as­sun­to. tal pon­to, en­tre­tan­to, se­rá de­ba­ti­do ape­nas nos au­tos”.

Pa­ra o ad­vo­ga­do antô­nio sérgio de mo­ra­es Pi­tom­bo, de­fen­sor de mo­rei­ra fran­co, a “ma­ni­fes­ta­ção não traz fun­da­men­to que con­ven­ça”. “Não con­si­go com­pre­en­der qual gi­nás­ti­ca her­me­nêu­ti­ca au­to­ri­za­ria, ago­ra, al­te­rar a com­pe­tên­cia sem a ocor­rên­cia de fa­to no­vo”, ava­li­ou Pi­tom­bo.

Foto Ar­qui­vo 18/09/2017 - Pos­se da no­va pro­cu­ra­do­ra-ge­ral Raquel Dod­ge

Mar­ce­lo ca­mar­go/agên­cia Bra­sil

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.