Fi­es: Alu­nos com si­tu­a­ção ir­re­gu­lar ba­te re­cor­de

Brasil em Folhas - - Primeira Página -

Mais da me­ta­de dos con­tra­tos do fun­do de fi­nan­ci­a­men­to es­tu­dan­til (fi­es) em fa­se de amor­ti­za­ção em ju­nho es­tá com pa­ga­men­to atra­sa­do. se­gun­do o fun­do Na­ci­o­nal de De­sen­vol­vi­men­to da edu­ca­ção (fn­de), de um to­tal de 727.522 con­tra­tos, 416.137 (57,1%) es­tão ir­re­gu­la­res. as dí­vi­das já to­ta­li­zam cer­ca de r$ 20 bi­lhões. Na ava­li­a­ção do di­re­tor de ges­tão do fi­es, Pe­dro Pe­dro­sa, o dé­fi­cit po­de tri­pli­car nos pró­xi­mos anos, ca­so o ní­vel de inadimplência não se­ja con­tro­la­do. Um dos ar­gu­men­tos do go­ver­no fe­de­ral pa­ra jus­ti­fi­car a re­es­tru­tu­ra­ção do pro­gra­ma foi, jus­ta­men­te, a quan­ti­da­de de es­tu­dan­tes que não con­se­gui­am man­ter su­as par­ce­las em dia. De acor­do com o mi­nis­té­rio da edu­ca­ção (mec), já no ano pas­sa­do eram cons­ta­ta­dos au­men­tos con­se­cu­ti­vos no per­cen­tu­al de inadimplência.

No iní­cio de 2018 o fi­es foi re­for­mu­la­do e pas­sou a con­tar com três li­nhas de fi­nan­ci­a­men­to. Na pri­mei­ra, pa­ra es­tu­dan­de com ren­da fa­mi­li­ar men­sal até três sa­lá­ri­os mí­ni­mos, o alu­no pa­ga as pres­ta­ções sem ju­ros. Já as ou­tras mo­da­li­da­des de fi­nan­ci­a­men­to, reu­ni­das sob a clas­si­fi­ca­ção P-fi­es, são des­ti­na­das a es­tu­dan­tes com ren­da per ca­pi­ta men­sal fa­mi­li­ar de até cin­co sa­lá­ri­os mí­ni- mos. Nes­ses ca­sos, uma ta­xa de ju­ros in­ci­de so­bre a pres­ta­ção, com um va­lor de­ter­mi­na­do pe­la ins­ti­tui­ção ban­cá­ria na qual foi fe­cha­do o con­tra­to. em to­das as mo­da­li­da­des do pro­gra­ma, o uni­ver­si­tá­rio co­me­ça a qui­tar seu dé­bi­to so­men­te após sua for­ma­tu­ra em seu cur­so.

ini­ci­al­men­te, o go­ver­no de­ci­diu des­ti­nar 100 mil das 310 mil va­gas à mo­da­li­da­de de pres­ta­ções com ju­ros ze­ro. Pa­ra as mo­da­li­da­des Pfi­es, fo­ram aber­tas 150 mil va­gas pa­ra es­tu­dan­tes das re­giões Nor­te, Nor­des­te e cen­tro-oes­te e 60 mil va­gas dis­tri­buí­das em to­do o Bra­sil.

De­sem­pre­go

Pe­dro­sa diz que foi por es­tar ci­en­te do pos­sí­vel im­pac­to da cri­se econô­mi­ca que o go­ver­no fe­de­ral bus­cou in­cor­po­rar ao No­vo fi­es a pré­via do va­lor das pres­ta­ções a se­rem pa­gas. com is­so, ha­ve­ria, em te­se, uma ten­dên­cia de o alu­no re­ser­var a quan­tia ne­ces­sá­ria pa­ra qui­tá-las den­tro do pra­zo de ven­ci­men­to. “an­tes, ele não sa­bia o to­tal da dí­vi­da, ia des­co­brin­do quan­do ia fa­zen­do os adi­ta­men­tos. o que trou­xe­mos pa­ra o no­vo mo­de­lo foi uma mai­or trans­pa­rên­cia. [atu­al­men­te] Quan­do for fa­zer o cál­cu­lo, vai sa­ber qual a ta­xa per­cen­tu­al de cor­re­ção que a man­te­ne­do­ra po­de co­brar.”

o di­re­tor in­for­mou, ain­da, que o go­ver­no de­ve de­fi­nir, até o mês que vem, me­di­das ca­pa­zes de re­du­zir o al­to ín­di­ce de inadimplência en­tre os be­ne­fi­ciá­ri­os do pro­gra­ma.

Da­dos do cen­so da edu­ca­ção su­pe­ri­or, apre­sen­ta­do pe­lo mi­nis­té­rio da edu­ca­ção na se­ma­na pas­sa­da, de­mons­tram que, des­de 2015, tan­to o fi­es co­mo o Prou­ni têm si­do tro­ca­dos por ou­tras for­mas de fi­nan­ci­a­men­tos e bol­sas es­tu­dan­tis, co­mo aque­les ofe­re­ci­dos pe­las pró­pri­as ins­ti­tui­ções de en­si­no e go­ver­nos mu­ni­ci­pais e es­ta­du­ais.

con­for­me o le­van­ta­men­to, em 2015, o fi­es foi a por­ta de aces­so pa­ra qua­se me­ta­de (49,5%) dos alu­nos ma­tri­cu­la­dos na re­de pri­va­da me­di­an­te bol­sa ou fi­nan­ci­a­men­to. em 2017, a por­ção caiu pa­ra 37,1%, fi­can­do em uma fai­xa in­ter­me­diá­ria na pre­fe­rên­cia de uni­ver­si­tá­ri­os com es­se per­fil, en­tre Prou­ni (21,1%) e de­mais for­mas de apor­tes (41,8%).

agên­cia Bra­sil - ebc

57% dos con­tra­tos em fa­se de amor­ti­za­ção es­tá com pa­ga­men­to atra­sa­do

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.