A di­as da elei­ção, Mo­ro li­be­ra de­la­ção on­de Pa­loc­ci acu­sa Lu­la

Brasil em Folhas - - Primeira Página -

Ojuiz Ser­gio Mo­ro tor­nou pú­bli­co nes­ta se­gun­da­fei­ra par­tes da de­la­ção pre­mi­a­da na qual o ex-mi­nis­tro da Fa­zen­da pe­tis­ta An­to­nio Pa­loc­ci afirma que o ex-pre­si­den­te Luiz Iná­cio Lu­la da Sil­va sa­bia dos es­que­mas de cor­rup­ção pa­ra des­vi­ar ver­ba da Pe­tro­bras pa­ra o PT. A di­vul­ga­ção, a me­nos de uma se­ma­na do pri­mei­ro tur­no, jo­ga uma bom­ba no co­mi­tê de cam­pa­nha de Fer­nan­do Had­dad. No de­poi­men­to fei­to por Pa­loc­ci à Po­lí­cia Fe­de­ral em abril des­te ano, há acu­sa­ções va­ri­a­das: as cam­pa­nhas pre­si­den­ci­ais do par­ti­do em 2010 e 2014 cus­ta­ram na ver­da­de, ele diz, 1,4 bi­lhão de re­ais, um va­lor bem aci­ma do de­cla­ra­do à Jus­ti­ça Elei­to­ral; o PT ven­deu mu­dan­ças em 90% das me­di­das pro­vi­só­ri­as e emen­das par­la­men­ta­res apro­va­das no Go­ver­no; e a ex­plo­ra­ção do pré-sal foi de­se­nha­da “pa­ra ga­ran­tir o fu­tu­ro po­lí­ti­co do país e do Par­ti­do dos Tra­ba­lha­do­res.”

Ex-ho­mem de con­fi­an­ça de Lu­la diz em um tre­cho: “O en­tão pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca foi ex­pres­so ao so­li­ci­tar do en­tão pre­si­den­te da Pe­tro­bras que en­co­men­das­se a cons­tru­ção de 40 son­das” pa­ra a ex­plo­ra­ção da re­ser­va de pe­tró­leo na ca­ma­da pro­fun­da oceâ­ni­ca, uma das mai­o­res des­co­ber­tas da his­tó­ria da Pe­tro­bras. Pa­loc­ci des­cre­ve que Lu­la sa­bia das no­me­a­ções de di- re­to­res da es­ta­tal e da par­ti­lha que os par­ti­dos da ba­se ali­a­da fa­zi­am dos car­gos na em­pre­sa pa­ra usá-los co­mo fon­te de fi­nan­ci­a­men­to, ba­se do es­que­ma in­ves­ti­ga­do pe­la Ope­ra­ção La­va Ja­to. “(Pa­loc­ci) diz que não se tra­ta­va de di­vi­são de gru­pos ho­nes­tos e de­so­nes­tos, sen­do que hou­ve de­so­nes­ti­da­de em to­da a es­tru­tu­ra den­tre to­das su­as li­de­ran­ças (do PT)”, diz o tre­cho do do­cu­men­to.

A de­ci­são de Mo­ro co­lo­ca o juiz de no­vo co­mo per­so­na­gem pro­tagô­ni­co e con­tro­ver­so na crô­ni­ca po­lí­ti­ca. O juiz de cu­ri­ti­ba, que con­de­nou Lu­la à pri­são e ain­da tem nas mãos ca­sos en­vol­ven­do o pe­tis­ta de­ti­do des­de abril, de­ci­diu so­li­ci­tar a de­la­ção de Pa­loc­ci jus­ta­men­te pa­ra em­ba­sar es­sa ação con­tra o ex-pre­si­den­te. “Exa­mi­nan­do o seu con­teú­do, não vis­lum­bro ris­cos às in­ves­ti­ga­ções em ou­tor­gar- lhe pu­bli­ci­da­de”, es­cre­veu o juiz em seu des­pa­cho.

Pa­loc­ci es­tá pre­so des­de 2016, con­de­na­do a mais de 12 anos de de­ten­ção, tam­bém por cor­rup­ção, pe­lo pró­prio Mo­ro. O ex-mi­nis­tro de Lu­la ten­tou fe­char um acor­do de de­la­ção com a For­ça-ta­re­fa de pro­cu­ra­do­res da Ope­ra­ção La­va Ja­to no Pa­ra­ná, mas não te­ve su­ces­so. Só quan­do o ca­so pas­sou pa­ra a se­gun­da ins­tân­cia, no Tri­bu­nal Re­gi­o­nal Fe­de­ral da Quar­ta Re­gião, TRF-4, é que Pa­loc­ci ten­tou mais uma vez a co­la­bo­ra­ção pre­mi­a­da, des­sa vez ne­go­ci­an­do di­re­ta­men­te com a Po­lí­cia Fe­de­ral, uma mo­da­li­da­de mui­to me­nos co­mum.

Con­ten­ção de da­nos

com a di­vul­ga­ção das in­for­ma­ções nes­ta tar­de, o PT par­tiu pa­ra a ope­ra­ção de con­ten­ção de da­nos, prin­ci- pal­men­te pa­ra re­du­zir o im­pac­to na cam­pa­nha de Had­dad. A prin­ci­pal es­tra­té­gia é re­for­çar o ar­gu­men­to de que Mo­ro agi­ria com fins po­lí­ti­cos ao di­vul­gar o con­teú­do das de­cla­ra­ções de Pa­loc­ci a me­nos de uma se­ma­na do pri­mei­ro tur­no.

“Mo­ro di­vul­ga pa­ra im­pren­sa par­te da de­la­ção de Pa­loc­ci. Não po­dia dei­xar de par­ti­ci­par do pro­ces­so elei­to­ral! A ação po­lí­ti­ca é da sua na­tu­re­za co­mo juiz. Vai ten­tar pe­la ené­si­ma vez destruir Lu­la. Tu­do que con­se­gue é a au­to­des­trui­ção”, afir­mou no Twit­ter a pre­si­den­ta do PT, se­na­do­ra Glei­si Hoff­mann.

In­ter­na­men­te, a ava­li­a­ção en­tre os as­ses­so­res mais pró­xi­mos de Had­dad é que al­gum da­no à can­di­da­tu­ra do pe­tis­ta com a no­va de­la­ção é ine­vi­tá­vel. Is­so por­que ela de­ve ser uti­li­za­da por ad­ver­sá­ri­os em seus pro­gra­mas elei­to­rais. No en­tan­to, eles lem­bram que du­ran­te to­do o pro­ces­so elei­to­ral a si­gla tem uti­li­za­do o dis­cur­so de que Lu­la se­ria ví­ti­ma de uma per­se­gui­ção por par­te de Mo­ro e de mem­bros do Mi­nis­té­rio Pú­bli­co. Por­tan­to, di­zem, o im­pac­to não de­ve ser gran­de. “Is­so já es­tá pre­ci­fi­ca­do”, ava­lia um par­la­men­tar da le­gen­da.

A de­fe­sa do ex-pre­si­den­te Lu­la, por sua vez, acu­sou Pa­loc­ci de men­tir em tro­ca da re­du­ção da sua pe­na. “Pa­loc­ci, por seu tur­no, men­tiu mais uma vez, sem apre­sen­tar ne­nhu­ma pro­va, so­bre Lu­la pa­ra ob­ter ge­ne­ro­sos be­ne­fí­ci­os que vão da re­du­ção subs­tan­ci­al de sua pe­na – 2/3 com a pos­si­bi­li­da­de de “per­dão ju­di­ci­al” – e da ma­nu­ten­ção de par­te subs­tan­ci­al dos va­lo­res en­con­tra­dos em su­as con­tas ban­cá­ri­as”.

MAR­CE­LO CAMARGO/AGÊN­CIA BRA­SIL

O juiz fe­de­ral Sér­gio Mo­ro, da 13ª Va­ra Fe­de­ral de Cu­ri­ti­ba

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.