We­ber: Não dei­xe que na­da “tu­mul­tue” seu vo­to

Brasil em Folhas - - Primeira Página -

E m pro­nun­ci­a­men­to pa­ra re­des de rá­dio e tv, a pre­si­den­te do tri­bu­nal su­pe­ri­or elei­to­ral (tse), ro­sa We­ber, de­fen­deu a se­gu­ran­ça do sis­te­ma de vo­ta­ção e pe­diu que os elei­to­res vo­tem com paz e tran­qui­li­da­de e que na­da “tu­mul­tue” su­as es­co­lhas. a mi­nis­tra fez pro­nun­ci­a­men­to às vés­pe­ras da vo­ta­ção des­te do­min­go (28), co­mo ocor­reu no 1º tur­no.

ro­sa We­ber de­fen­deu a atu­a­ção do tse na apu­ra­ção de de­nún­ci­as de pro- ble­mas na vo­ta­ção do 1º tur­no e in­for­mou que as ur­nas com pro­ble­mas fo­ram en­ca­mi­nha­das pa­ra au­di­to­ria re­a­li­za­da em par­ce­ria com a Po­lí­cia fe­de­ral, o mi­nis­té­rio Pú­bli­co e a or­dem dos ad­vo­ga­dos do Bra­sil. a par­tir das aná­li­ses, acres­cen­tou, não foi en­con­tra­do qual­quer in­dí­cio de frau­de.

a pre­si­den­te da cor­te re­pe­tiu o dis­cur­so do pro­nun­ci­a­men­to an­te­ri­or lem­bran­do que o sis­te­ma de vo­ta­ção é se­gu­ro, au­di­tá­vel e que des­de o iní­cio da sua im­plan­ta­ção, em 1996, não hou­ve epi­só­dio de pro­ble­ma na to­ta­li­za­ção.

Quan­to às de­mais de­nún­ci­as, dis­se que tan­to as ações ju­di­ci­ais quan­to ques­ti­o­na­men­tos no âm­bi­to ad­mi­nis­tra­ti­vo es­tão sen­do apu­ra­dos. mas jus­ti­fi­cou o fa­to de não ter ha­vi­do de­ci­são até o mo­men­to pe­lo que cha­mou de “ob­ser­va­ção ao tem­po ne­ces­sá­rio à res­pos­ta ins­ti­tu­ci­o­nal res­pon­sá­vel” e “res­pei­to ao de­vi­do pro­ces­so le­gal”.

a pre­si­den­te de­fen­deu a atu­a­ção da Jus­ti­ça elei­to­ral afir­man­do que a de­sin- for­ma­ção de pro­li­fe­ra­ção mas­si­va e ins­tan­tâ­nea foi com­ba­ti­da com “in­for­ma­ção sé­ria e ob­je­ti­va”. ela ci­tou co­mo me­di­das as cam­pa­nhas de es­cla­re­ci­men­tos aos elei­to­res. o tse foi al­vo de crí­ti­cas so­bre a atu­a­ção di­an­te da ava­lan­che de no­tí­ci­as fal­sas nes­tas elei­ções,

e men­ci­o­nou que a atu­a­ção de pes­so­as e gru­pos pa­ra de­sa­cre­di­tar o sis­te­ma de vo­ta­ção es­tá sen­do in­ves­ti­ga­da. “a Jus­ti­ça elei­to­ral es­tá a ado­tar to­das as pro­vi­dên­ci­as ne­ces­sá­ri­as à in­ves­ti­ga­ção e res­pon­sa­bi­li­za­ção da­que­les que ata­cam a pró­pria de­mo­cra­cia”.

Cli­ma de paz

ro­sa We­ber pe­diu que os elei­to­res não dei­xem que na­da “tu­mul­tue” su­as es­co­lhas, clas­si­fi­can­do a de­mo­cra­cia co­mo “obra ina­ca­ba­da”. “De­mo­cra­cia pres­su­põe diá­lo­go, res­pei­to pe­los que pen­sam di­fe­ren­te e to­le­rân­cia. con­cla­mo to­dos pa­ra que vo­te­mos com paz e tran­qui­li­da­de. o Bra­sil me­re­ce”.

Fa­bio ro­dri­gues Poz­ze­bom/ag. Bra­sil

A pre­si­den­te do TSE, Ro­sa We­ber du­ran­te ses­são ple­ná­ria pa­ra o jul­ga­men­to de pro­ces­sos.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.