Par­la­men­ta­res co­bram li­be­ra­ção de re­cur­sos

Brasil em Folhas - - Primeira Página -

Se­na­do­res e de­pu­ta­dos co­bra­ram do mi­nis­tro do Pla­ne­ja­men­to, es­te­ves col­na­go, a li­be­ra­ção de r$ 45 bi­lhões des­ti­na­dos à área de as­sis­tên­cia so­ci­al que po­dem ser blo­que­a­dos no or­ça­men­to de 2019. o di­nhei­ro é des­ti­na­do ao pa­ga­men­to do Bol­sa Fa­mí­lia e do Be­ne­fí­cio de Pres­ta­ção con­ti­nu­a­da (BPC). col­na­go par­ti­ci­pou de au­di­ên­cia pú­bli­ca na co­mis­são Mis­ta de Pla­nos, or­ça­men­tos Pú­bli­cos e Fis­ca­li­za­ção (cmo).

O pos­sí­vel blo­queio se de­ve à cha­ma­da “re­gra de ou­ro”, pre­vis­ta na cons­ti­tui­ção. ela proí­be que a União se en­di­vi­de pa­ra co­brir gas­tos cor­ren­tes, co­mo sa­lá­ri­os de ser­vi­do­res ou con­tas de água, ener­gia e te­le­fo­ne. Pa­ra re­a­li­zar des­pe­sas mais al­tas que as re­cei­tas, o Po­der exe­cu­ti­vo de­ve pe­dir au­to­ri­za­ção do con­gres­so.

A pre­vi­são pa­ra 2019 é de r$ 2,096 tri­lhões em des­pe­sas cor­ren­tes e r$ 1,838 tri­lhão em re­cei­tas (ex­ce­to ope­ra­ções de cré­di­to). a exe­cu­ção des­sa di­fe­ren­ça de r$ 258 bi­lhões de­pen­de de apro­va­ção do Po­der Le­gis­la­ti­vo. sem au­to­ri­za­ção, os gas­tos não po­dem ser re­a­li­za­dos.

No pro­je­to de Lei or­ça­men­tá­ria anu­al en­vi­a­do ao con­gres­so (PLN 27/2018), o Pa­lá­cio do Pla­nal­to in­cluiu na “re­gra de ou­ro” des­pe­sas com Pre­vi­dên­cia (r$ 201,7 bi­lhões); BPC (r$ 30 bi­lhões); Bol­sa Fa­mí­lia (r$ 15 bi­lhões); e ou­tras ru­bri­cas (r$ 11,4 bi­lhões). De acor­do com o mi­nis­tro do Pla­ne­ja­men­to, o go­ver­no fe­de­ral ga­ran­te o pa­ga­men­to des­ses gas­tos “até ju­nho ou ju­lho do pró­xi­mo ano”.

— Não há cor­te des­sas des­pe­sas. to­das es­tão pre­vis­tas. a gen­te sa­be da im­por­tân­cia de to­dos os gas­tos que es­tão aqui. to­dos são es­sen­ci­ais, ne­ces­sá­ri­os e me­ri­tó­ri­os. Bus­ca­mos des­pe­sas que não te­nham ne­nhu­ma re­sis­tên­cia no con­gres­so. o pró­xi­mo pre­si­den­te vai ter tem­po pa­ra mandar e o Le­gis­la­ti­vo pa­ra apro­var o pro­je­to — jus­ti­fi­cou es­te­ves col­na­go.

A se­na­do­ra Fá­ti­ma Be­zer­ra (Pt-rn), re­la­to­ra se­to­ri­al de tra­ba­lho, Pre­vi­dên­cia e as­sis­tên­cia so­ci­al do or­ça­men­to de 2019, cri­ti­cou a in­clu­são das des­pe­sas com Bol­sa Fa­mí­lia e BPC na “re­gra de ou­ro”. ela clas­si­fi­cou a me­di­da co­mo “um cor­te bru­tal”.

— ES­TA­MOS fa­lan­do de vi­das hu­ma­nas. is­so po­de co­lo­car em ris­co mais de 7 mi­lhões de fa­mí­li­as que po­de­rão fi­car sem o Bol­sa Fa­mí­lia. Mais de 2,3 mi­lhões de pes­so­as com ne­ces­si­da­des es­pe­ci­ais e ido­sos sem o BPC. se o go­ver­no fe­de­ral não fi­zer sua par­te, co­mo os mu­ni­cí­pi­os vão ter con­di­ções de man­ter a re­de de ser­vi­ços so­ci­o­as-sis­ten­ci­ais fun­ci­o­nan­do país afo­ra? Não vão ter con­di­ções — aler­tou Fá­ti­ma Be­zer­ra.

A au­di­ên­cia pú­bli­ca con­tou ain­da com a pre­sen­ça de re­pre­sen­ta­res do con­se­lho Na­ci­o­nal de as­sis­tên­cia so­ci­al (cnas) e do co­le­gi­a­do Na­ci­o­nal de Ges­to­res Mu­ni­ci­pais de as­sis­tên­cia so­ci­al (con­ge­mas). eles tam­bém pe­di­ram o “des­blo­queio” dos re­cur­sos pa­ra a área.

— Com­pre­en­de­mos a ne­ces­si­da­de de ajus­te di­an­te da cri­se que o país en­fren­ta, mas nos­sa gran­de pre­o­cu­pa­ção com a apro­va­ção des­se or­ça­men­to é o im­pac­to so­ci­al, o pre­juí­zo des­se cor­te drás­ti­co no pró­xi­mo ano — afir­ma Nor­ma su­ely car­va­lho, pre­si­den­te do cnas.

Mi­nis­tro diz que in­fla­ção po­de fi­car mai­or que a Pre­vis­ta - o mi­nis­tro do Pla­ne­ja­men­to re­co­nhe­ceu du­ran­te a au­di­ên­cia pú­bli­ca que a in­fla­ção acu­mu­la­da em 2018 “tal­vez se­ja um pou­co mai­or” que os 4,2% pre­vis­tos pe­lo Po­der exe­cu­ti­vo. ele dis­se que es­sa va­ri­a­ção po­de pro­vo­car o au­men­to do sa­lá­rio mí­ni­mo em 2019, ori­gi­nal­men­te es­ti­ma­do em r$ 1.006. es­te­ves col­na­go afir­mou ain­da que o per­cen­tu­al dos gas­tos com Pre­vi­dên­cia e pes­so­al em re­la­ção ao to­tal de des­pe­sas da União de­ve sal­tar de 64% em 2018 pa­ra 66% em 2019. ape­sar dis­so, o dé­fi­cit das con­tas pú­bli­cas es­te ano de­ve ser me­nor do que os r$ 159 bi­lhões ini­ci­al­men­te cal­cu­la­dos pe­la equi­pe econô­mi­ca.

— Tal­vez R$ 20 bi­lhões abai­xo dis­so. ima­gi­na­mos um re­sul­ta­do me­lhor em re­la­ção à me­ta. Des­ta­co que, ain­da as­sim, ter­mos um dé­fi­cit subs­tan­ci­al, o de­mons­tra ou re­a­fir­ma a im­por­tân­cia de ma­nu­ten­ção do te­to de gas­tos — ar­gu­men­ta o mi­nis­tro.

Agên­cia Bra­sil - ebc

Mi­nis­tro do Pla­ne­ja­men­to, Es­te­ves Col­na­go ga­ran­te que não ha­ve­rá cor­tes de des­pe­sas

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.