CARAS (Brazil)

RELACÃO SÓLIDA E MADURA DE JAOUE E MURILO

CASAL ÍDOLO DO VÔLEI DÁ UMA LIÇÃO DE AFINIDADE SOB SOL PERNAMBUCA­NO

- Por Tamara Gaspar

Do vôlei para a vida! Há quase 23 anos, quando se conheceram, Jaqueline Carvalho (37) e Murilo Endres (40) não podiam imaginar que se tornariam ídolos do esporte nacional, seriam medalhista­s olímpicos e que a história de amor que começaram a escrever dentro das quadras se transforma­ria no maior título que poderiam conquistar: a família. Pais do esperto Arthur (7), eles explicam que o segredo da relação tão duradoura é o respeito. “A gente se respeita demais e só de olhar para o Murilo sei o que ele quer me passar. Sempre tivemos os mesmos sonhos, somos cúmplices e temos muito amor. A gente se ama demais!”, diz a atleta. “Éramos novinhos quando nos conhecemos, ela era do Recife e eu, de Passo Fundo. E, desde sempre, houve o respeito. Talvez, por sermos do mesmo meio, conseguimo­s entender melhor a carreira um do outro, tanto que chegamos a ficar um longo período afastados, quando eu joguei na Itália. Mesmo assim, a gente se virou”, diz o jogador, que curtiu dias de relax em família no Hotel Village Porto de Galinhas,

“Sofrer na frente da TV é pior do que dentro de quadra.” (Murilo)

“Só de olhar para o Murilo sei o que ele quer me passar. A gente se ama.” (Jaque)

Pernambuco, terra natal de Jaque.

Apesar de ainda estarem na ativa, neste ano o casal não vestirá a camisa das Seleções Masculina e Feminina de Vôlei nos Jogos Olímpicos de Tóquio e já prepara o coração para encarar um novo papel, o de torcedor. “Ficar sofrendo na frente da TV é pior do que estar em quadra jogando!”, brinca

Murilo. “Depois de três convocaçõe­s seguidas para Olimpíadas, é meu primeiro ano fora. Sou grata por ter representa­do meu País com tanto amor”, frisa ela, que planeja, no futuro, abraçar a carreira de apresentad­ora. “Desde pequena, sou muito comunicati­va e com as redes sociais passei a gostar ainda mais da interação com as pessoas. Querendo ou não, a carreira no vôlei acaba precocemen­te, mas ainda estou em uma fase de transição e quero fazer tudo com cautela”, fala ela, cuja espontanei­dade lhe rende mais de 1 milhão de seguidores nas redes. “Sou falante! Coitado do Murilo, que tem que me aguentar o dia todo”, se diverte a bicampeã olímpica.

– Como é estar no papel de única mulher da casa?

Jaque – Eu me sinto poderosa! Convivi com mulheres a vida inteira, tanto em casa quanto nas quadras, então é bom ter eles ao meu lado, pois me identifico com

esse mundo masculino. Se eu tivesse outro menino, iria adorar, mas não penso nisso agora. O destino a Deus pertence.

– O desejo de aumentar a família existe, então...

Murilo – Temos vontade, sim, mas a profissão atrapalha, principalm­ente para a mulher, que precisa parar, no mínimo, um ano. Quando tivemos o Arthur, nós queríamos muito, era um sonho. Hoje, a gente conversa sobre isso, mas sem ter tantas certezas.

– Quem é o mais romântico da relação?

Murilo – A Jaque, com certeza. Eu não sou muito de datas especiais e, talvez, ela até sofra um pouco com isso. É um defeito meu, eu sei, e ela sofre. (risos)

– Como encararam o período de isolamento na pandemia?

Jaque – É uma fase difícil e a gente teve que se adaptar a ficar em casa e a ficar longe das pessoas que a gente ama. Agora, estamos começando a nos reaproxima­r delas, mas sempre cuidando de quem está do nosso lado. Foi complicado para o esporte, para o vôlei, para todos, mas o importante é se cuidar e dar continuida­de à vida.

Murilo – No início, a Superliga foi paralisada e foi um susto para todo mundo. Em agosto, voltamos aos treinos, com todos os cuidados, e fizemos a competição, mas foi diferente, afinal, não tinha público, mas todos os atletas se mantiveram em atividade.

– Arthur também herdou a paixão pelo vôlei?

Jaque – Ele ama esportes e fala que será jogador de vôlei, mas também gosta de futebol, basquete... é uma felicidade para nós.

– Quais valores querem passar para ele?

Murilo – O que a gente mais preza é que ele seja um menino educado com todos e que respeite as pessoas. Seja honesto, responsáve­l e muito feliz.

– Nas redes sociais, você sempre se mostra bem-humorada. É assim em seu dia a dia?

Jaque –Tento mostrar o lado feliz do meu dia a dia. Lógico que não estou assim todos os dias, mas penso que preciso compartilh­ar alegria e não problemas e dificuldad­es. Tenho fã-clubes que me seguem desde nova e é gratifican­te saber que as pessoas torcem por você dentro e fora da quadra. O

“Eu não sou muito de datas e, talvez, a Jaque até sofra com isso.” (Murilo)

“Se eu tivesse outro menino, iria adorar. Quem sabe?” (Jaque)

 ??  ?? Juntos há quase 23 anos e casados há 12, Jaque e Murilo fazem piquenique à beira-mar, em Ipojuca, PE. Arthur é motivo de orgulho para os papais.
Juntos há quase 23 anos e casados há 12, Jaque e Murilo fazem piquenique à beira-mar, em Ipojuca, PE. Arthur é motivo de orgulho para os papais.
 ??  ??
 ??  ??
 ??  ?? Seguindo os passos de seus papais, Arthur sonha em ser jogador de vôlei. Em momento de transição na carreira, Jaque revela o desejo se tornar apresentad­ora.
Seguindo os passos de seus papais, Arthur sonha em ser jogador de vôlei. Em momento de transição na carreira, Jaque revela o desejo se tornar apresentad­ora.
 ??  ??
 ??  ?? União familiar nos ambientes do Village Porto de Galinhas. Par não descarta planos de aumentar o clã. Murilo e Arthur se divertem.
União familiar nos ambientes do Village Porto de Galinhas. Par não descarta planos de aumentar o clã. Murilo e Arthur se divertem.
 ??  ??
 ??  ?? Almoço em família é regado a sabores regionais. Casal reserva momentos a dois e se hospeda em bangalô com ares de romance. Após brilharem com a camisa do
Almoço em família é regado a sabores regionais. Casal reserva momentos a dois e se hospeda em bangalô com ares de romance. Após brilharem com a camisa do
 ??  ?? Brasil nos Jogos Olímpicos, eles assumirão o papel de torcedores. Única mulher da casa, Jaque afirma que gosta de ser mimada pelos homens de sua vida.
Brasil nos Jogos Olímpicos, eles assumirão o papel de torcedores. Única mulher da casa, Jaque afirma que gosta de ser mimada pelos homens de sua vida.
 ??  ??

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil