Carros Clássicos (Brazil)

FÁBRICA NA ALEMANHA

Passado e presente em Zuffenhaus­en

- Texto: David Lillywhite Fotos: Porsche AG

A foto acima, à esquerda, diz tudo, realmente. Apertada e empoeirada, com instalaçõe­s apenas básicas, foi assim que começou a produção de automóveis da Porsche em Zuffenhaus­en, na Alemanha, mais de 60 anos atrás.

O escritório de projetos e construção da empresa havia se mudado do centro de Stuttgart para o bairro de Zuffenhaus­en já em 1938. No entanto, no momento em que a produção poderia ser retomada após a guerra, a fábrica da Porsche ainda estava ocupada pelos militares dos EUA, e a marca construiu seus primeiros poucos carros na cidade austríaca de Gmünd, como já vimos. Desde então, os modelos feitos lá alcançaram um status quase mítico.

Mas é em Zuffenhaus­en que os Porsches têm sido construído­s desde então. A fabricante de carroceria­s Reutter & Co já estava no local, e a Porsche inicialmen­te alugou um galpão de produção em suas instalaçõe­s. A montagem começou no início de 1950, com o primeiro 356 construído em Zuffenhaus­en surgindo em 6 de abril do mesmo ano. Até o final de 1950, 369 carros haviam sido produzidos lá.

Em 1952, a Fábrica 2 da Porsche, projetada pelo arquiteto Rolf Gutbrod, foi aberta. Apenas quatro anos depois, dez mil 356 saíram da fábrica. Agora, existem cinco fábricas, com uma nova e ecológica estação de pintura. Aqueles primeiros dias empoeirado­s ficaram para trás.

‘A PORSCHE PLANEJAVA ELIMINAR PROGRESSIV­AMENTE O 911, ENTÃO AS TÉCNICAS DE PRODUÇÃO MAL MUDARAM, MESMO NOS 1980’

 ??  ??
 ??  ?? Acima, da esquerda
Montagem do 356 no prédio alugado da Reutter; terminando as soldas em uma carroceria de 911; soldagem de um 356; Fábrica 2 em 1955.
Acima, da esquerda Montagem do 356 no prédio alugado da Reutter; terminando as soldas em uma carroceria de 911; soldagem de um 356; Fábrica 2 em 1955.
 ??  ?? Acima
A Fábrica 2 nos anos 1960, com 911 de 2 litros sendo movidos entre as estações de montagem em armações suspensas e, em seguida, em carrinhos de rodas.
Acima A Fábrica 2 nos anos 1960, com 911 de 2 litros sendo movidos entre as estações de montagem em armações suspensas e, em seguida, em carrinhos de rodas.
 ??  ?? Esquerda
No início, os virabrequi­ns para o 356 eram laboriosam­ente construído­s a partir de peças separadas, usando rolamentos grandes; esta é uma manivela 356A posterior, mais fácil de fazer.
Esquerda No início, os virabrequi­ns para o 356 eram laboriosam­ente construído­s a partir de peças separadas, usando rolamentos grandes; esta é uma manivela 356A posterior, mais fácil de fazer.
 ??  ?? Acima
A produção do 356B no início de 1960 seria de normalment­e 32 veículos por dia. Carros são movidos em carrinhos de três rodas.
Esquerda
A fábrica hoje tem tecnologia de ponta, mas a habilidade tradiciona­l é tão importante quanto ela. Este 911 tem o seu painel de instrument­os já no lugar.
Acima A produção do 356B no início de 1960 seria de normalment­e 32 veículos por dia. Carros são movidos em carrinhos de três rodas. Esquerda A fábrica hoje tem tecnologia de ponta, mas a habilidade tradiciona­l é tão importante quanto ela. Este 911 tem o seu painel de instrument­os já no lugar.
 ??  ?? Direita
Na estação de teste de Zuffenhaus­en, por volta de 1969, motor, transmissã­o e câmbio de marchas de um 911T 2.0 Targa são testados no dinamômetr­o. Acima 356 Cabriolet do início dos anos 1950 se aproxima da conclusão da carroceria. A construção era complicada, com pequenos painéis soldados e as lacunas preenchida­s com chumbo.
Direita Na estação de teste de Zuffenhaus­en, por volta de 1969, motor, transmissã­o e câmbio de marchas de um 911T 2.0 Targa são testados no dinamômetr­o. Acima 356 Cabriolet do início dos anos 1950 se aproxima da conclusão da carroceria. A construção era complicada, com pequenos painéis soldados e as lacunas preenchida­s com chumbo.
 ??  ?? Esquerda
Inspetores de pintura da Porsche baixam um 911 recém-pintado, por volta de 1970. Este estilo de frente foi substituíd­o com um spoiler em estilo S no ano de modelo 1972.
Esquerda Inspetores de pintura da Porsche baixam um 911 recém-pintado, por volta de 1970. Este estilo de frente foi substituíd­o com um spoiler em estilo S no ano de modelo 1972.
 ??  ?? Acima
A oficina de acabamento­s em Zuffenhaus­en. Esta foto parece datar do início de 1960, mas as técnicas utilizadas hoje não são tão diferentes das de antes.
Acima A oficina de acabamento­s em Zuffenhaus­en. Esta foto parece datar do início de 1960, mas as técnicas utilizadas hoje não são tão diferentes das de antes.
 ??  ?? Acima
Preparo da carroceria do 356. Com fundo e camada guia aplicados, lixadeiras são usadas para preparar o carro para revestimen­tos posteriore­s na cabine de pintura.
Acima Preparo da carroceria do 356. Com fundo e camada guia aplicados, lixadeiras são usadas para preparar o carro para revestimen­tos posteriore­s na cabine de pintura.
 ??  ?? Esquerda
Montando um motor de 3.0 litros 911SC: a Porsche planejava eliminar progressiv­amente o 911, então as técnicas de produção mal mudaram, mesmo no início dos 1980.
Esquerda Montando um motor de 3.0 litros 911SC: a Porsche planejava eliminar progressiv­amente o 911, então as técnicas de produção mal mudaram, mesmo no início dos 1980.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil