Carros Clássicos (Brazil)

Uma volta com Linge no 356 Abarth

-

Aqui está o mais intrigante de todos os 356. Apenas vinte 356B 1600Gs Carrera GTL Abarths foram feitos, o produto de uma reunião entre Ferry Porsche e Carlo Abarth. O peso do 356 de linha estava prejudican­do sua capacidade de corrida, então Porsche contratou Abarth para fazer esta carroceira de alumínio projetada por Franco Scaglione, 90 kg mais leve.

E aqui está o motor 4-cam de Fuhrmann, com 1.588 cc e 135 bhp, enquanto Herbert Linge me leva para uma jornada pela colina Gaisberg. Este é um dos dois carros que ele correu na década de 1960, ganhando o campeonato GT alemão de 1963, tendo chegado em sexto e vencido na classe em 1962, na corrida de estreia do GTL em Targa Florio. O motor é apático abaixo de 5.000 rpm, mas explode com vida até 8.000 rpm.

Alguns ciclistas não se impression­am quando Linge chega à pista, mas o GTL estava aqui antes deles. Ele é muito ruidoso e um carro de corridas perfeito com seu painel craquelado e tacômetro cronométri­co. Perto deles, o volante grande e o câmbio desajeitad­o parecem incongruen­tes.

“A última vez que o dirigi foi há 40 anos”, grita Linge. “Eu sou um homem velho, mas o carro é o mesmo, talvez melhor do que eu lembrava.” Seu favorito, porém, é o belo 904. Linge ficou em segundo lugar com um 904 em Targa Florio no ano de 1964. “Eu estava na liderança até a última volta, então a suspensão traseira quebrou.”

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil