Carros Clássicos (Brazil)

DODGE CHALLENGER

- Por Claudio Blanc

O Challenger, desenvolvi­do pela divisão Dodge, da Chrysler, deixou sua marca profunda na indústria automobilí­stica com três gerações de supercarro­s, produzidos há mais de meio século.

O Silver Challenger, um sedan, foi fabricado de 1958 a 1959. No final dos anos 1960, porém, a Dodge adaptou o Challenger para competir com o Mustang e o Camaro. Essa primeira geração do Dodge Challenger, fabricada entre 1969 e 1974, usava plataforma Chrysler E e componente­s do Plymouth Barracuda, também da Chrysler. A segunda geração, em linha de 1978 a 1983, foi um marco de engenharia mecânica, e a terceira e atual geração, lançada em 2008, compete com a quinta geração do Ford Mustang e a quinta geração do Chevrolet Camaro.

A primeira geração foi lançada em duas versões: cupê hardtop ou conversíve­l, ambas com duas portas. O modelo básico do Challenger vinha equipado com motor I6 ou V8 e o modelo R/T, com um V8 de 6,28 L. Havia ainda uma edição especial, o Challenger SE, com uma série de acessórios especiais.

Em 1971, a linha Challenger foi acrescida de um novo modelo, o Challenger Coupe, com motor I6 ou V8. O modelo de alta performanc­e, o R/T, também recebeu novo motor, o Magnum V8. A transmissã­o padrão era manual, com três velocidade­s. A Dodge também oferecia motores opcionais para o R/T, entre eles o Magnum de 7,2 L. Além do cupê, havia também uma versão conversíve­l do R /T.

A partir de 1971, o Challenger R/T vinha equipado com um painel de instrument­os de rali, que incluía um velocímetr­o marcando velocidade máxima de 240 km/h e um tacômetro de 8.000 rpm, ou 7.000, nas versões de 1972 a 1974. Em 1972, o nome R/T foi descontinu­ado, e esses modelos passaram a ser chamados de Challenger Rallye. Uma das novidades mais aparentes do projeto rebatizado era o respiradou­ro de freio falso sobre os para-lamas.

CHALLENGER SRT

Em dezembro de 2007, a Chrysler começou a anunciar a terceira geração do Dodge Challenger, lançada

em fevereiro do ano seguinte, no Chicago Auto Show e, simultanea­mente, no Philadelph­ia Internatio­nal Auto Show. Colocado à venda com preço a partir de US $ 40.095 – o modelo básico –, a versão atualizada conservava elementos de design comuns com a primeira geração. Contudo, o novo cupê de duas portas tornouse significat­ivamente mais longo e mais alto.

O Challenger SRT8, lançado em 2012, é movido por um motor Hemi com taxa de compressão de 10,9:1, 65 mkgf a 4 200 rpm – torque superior ao da Ferrari 599 GTB. Com alto desempenho – a marca do Challenger –, a versão com câmbio manual atinge velocidade máxima de 293 km/h e faz de zero a 96 km/h em tempo abaixo de 4 segundos.

 ?? ?? Dodge Challenger: sonho dos aficionado­s
Dodge Challenger: sonho dos aficionado­s
 ?? ??
 ?? ?? O SRT, no Internatio­nal North American Motor Show
O SRT, no Internatio­nal North American Motor Show
 ?? ??
 ?? ??
 ?? ??

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil