es­co­lhas cer­tas

Ve­ja co­mo é pos­sí­vel dei­xar qual­quer cô­mo­do acon­che­gan­te e or­ga­ni­za­do

Casa Linda - - Índice - Fo­tos Gus­ta­vo Bres­ci­a­ni Tex­to Ca­ro­li­ne Ro­xo/Co­la­bo­ra­do­ra | De­sign Ní­co­las Mes­si­as/Co­la­bo­ra­dor

Asa­la de 45m² da re­si­dên­cia de um ca­sal com dois fi­lhos ti­nha tu­do pa­ra ser um lo­cal frio: apre­sen­ta por­ce­la­na­to no chão, não faz uso de ta­pe­tes, é pin­ta­da com tons neu­tros, tem es­ca­da de me­tal e os mó­veis são cla­ros. No en­tan­to, a ar­qui­te­ta Ana Ca­no Mil­man con­se­guiu dei­xar o can­ti­nho con­vi­da­ti­vo, or­ga­ni­za­do e ide­al pa­ra to­da a fa­mí­lia.

Di­ca de es­pe­ci­a­lis­ta

Pa­ra oti­mi­zar a pou­ca me­tra­gem dis­po­ní­vel, Ana su­ge­re: “O apro­vei­ta­men­to da luz na­tu­ral, o uso da mar­ce­na­ria bem alon­ga­da e de co­res cla­ras dão a sen­sa­ção de am­pli­tu­de”. E, pa­ra man­ter a or­ga­ni­za­ção do es­pa­ço, ela re­co­men­da que se­jam fei­tos mó­veis sob me­di­da e com uma boa dis­po­si­ção pe­lo lo­cal.

Co­res

“Os tons fri­os pre­do­mi­nam no am­bi­en­te, o que con­fe­re ao es­pa­ço uma de­co­ra­ção atem­po­ral e usu­al”, afir­ma a ar­qui­te­ta. A van­ta­gem de pri­o­ri­zar co­res neu­tras é a fa­ci­li­da­de na de­co­ra­ção, pois os mo­ra­do­res po­dem abu­sar de tons for­tes ou en­tão man­ter a su­a­vi­da­de nos de­ta­lhes.

Mais aco­lhe­dor

Pa­ra que­brar a fri­e­za dos re­ves­ti­men­tos e tons usa­dos no cô­mo­do e dei­xá-lo mais con­for­tá­vel, a ar­qui­te­ta apos­tou em mar­ce­na­ria ama­dei­ra­da e lu­zes quen­tes. “Cri­ei uma iluminação di­fe­ren­ci­a­da pa­ra o te­to e pa­ra es­tan­te, dan­do à sa­la o acon­che­go ne­ces­sá­rio”, res­sal­ta a pro­fis­si­o­nal.

Projeto: Stu­dio Ana Ca­no Mil­man, Ni­te­rói – RJ

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.