FÉ­RI­AS COM ACON­CHE­GO!

Os imó­veis pa­ra pas­sar tem­po­ra­das tam­bém me­re­cem aten­ção

Casa Linda - - Índice - Tex­to Ya­ra Lom­bar­di/Co­la­bo­ra­do­ra | De­sign Aman­da Marques/Co­la­bo­ra­do­ra

Os imó­veis pa­ra pas­sar tem­po­ra­das tam­bém me­re­cem aten­ção

Quem não gos­ta­ria de pas­sar uma tem­po­ra­da na ci­da­de de Sal­va­dor, na Bahia, em um apar­ta­men­to cheio de con­for­to? Ape­sar de ter ape­nas 50m², es­te imó­vel, que foi fei­to es­pe­ci­al­men­te pa­ra pas­sar as fé­ri­as, ga­ran­te to­do o con­for­to ne­ces­sá­rio pa­ra quem pre­ten­de fa­zer des­te am­bi­en­te um ver­da­dei­ro lar.

Mul­ti­ce­ná­ri­os

Uma boa ilu­mi­na­ção é ca­paz de cri­ar di­fe­ren­tes ce­nas que se adap­tam bem a qual­quer es­pa­ço. “Te­mos a op­ção de ilu­mi­na­ção in­di­re­ta, res­pon­sá­vel pe­la sen­sa­ção de con­for­to, e a ilu­mi­na­ção di­re­ta pos­sui fo­co nas obras de ar­te”, ex­pli­ca Tâ­nia Pó­voa, ar­qui­te­ta res­pon­sá­vel pe­lo pro­je­to. O aba­jur po­de ser uti­li­za­do da for­ma que o mo­ra­dor jul­gar me­lhor, de­pen­den­do de sua ne­ces­si­da­de.

Re­vis­ta bem

Os re­ves­ti­men­tos têm pa­pel im­por­tan­te na com­po­si­ção de de­co­ra­ção de um apar­ta­men­to. Nes­te imó­vel, foi uti­li­za­do o por­ce­la­na­to pa­ra o pi­so e o na­no­glass na ban­ca­da, no bal­cão da co­zi­nha ame­ri­ca­na e na tex­tu­ra da pa­re­de da te­le­vi­são. “Es­ses re­ves­ti­men­to se com­ple­men­tam, são de fá­cil ma­nu­ten­ção, am­pli­am o am­bi­en­te e têm uma in­te­gra­ção de di­fe­ren­tes tex­tu­ras, dan­do, as­sim, con­for­to e acon­che­go”, pon­tua Tâ­nia.

Tu­do jun­to e in­te­gra­do

Va­ran­da, co­zi­nha ame­ri­ca­na, sa­la de es­tar e jan­tar são se­pa­ra­das ape­nas por bal­cões e mó­veis. “O pai­nel de cor­rer dei­xa a op­ção de in­te­grar ou se­pa­rar o quar­to das sa­las. No sa­ni­tá­rio, a ban­ca­da da pia tam­bém foi in­te­gra­da ao quar­to, dan­do uma mai­or sen­sa­ção de am­pli­tu­de”, exem­pli­fi­ca a ar­qui­te­ta.

Di­ca da ar­qui­te­ta

Se­gun­do Tâ­nia, exis­tem al­guns pon­tos de aten­ção es­pe­ci­ais quan­do se de­co­ra am­bi­en­tes de ta­ma­nho re­du­zi­do. “É ne­ces­sá­rio dar aten­ção pa­ra cir­cu­la­ções mi­ni­ma­men­te con­for­tá­veis, sem en­cher de­mais com ob­je­tos. Dei­xar am­bi­en­tes mais lim­pos na de­co­ra­ção e na com­po­si­ção de co­res aju­da a man­ter a har­mo­nia do lo­cal”, con­ta a pro­fis­si­o­nal.

Pro­je­to: Tâ­nia Pó­voa Ar­qui­te­tu­ra e De­co­ra­ção, Sal­va­dor - BA

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.