Casas Rústicas

Ana Cristina Santiag8o Robles e Luiz José Müller

COMO PROJETAM E CONSTROEM CASAS NA REGIÃO, O CASAL DE ARQUITETOS FEZ DA NOVA MORADIA O ESCRITÓRIO E O LOCAL DE DESCANSO

-

ACOSTUMADO­S A REALIZAR SEUS PROJETOS na Serrada Cantareira, os arquitetos Ana Cristina Santiago Robles e Luiz José Müller, do escritório Müller Arquitetur­a, de Mairiporã, SP, não tiveram dúvidas: saíram em busca do terreno ideal na região para construir uma edificação que funcionari­a como moradia e também escritório de arquitetur­a. “Com isso, temos a oportunida­de de recepciona­r nossos clientes e mostrar alguns materiais e conceitos utilizados em nossos projetos”, comemora Ana Cristina.

O terreno encontrado tem 750m²e possui desníveisn afrente, aos fundos ena lateral .“Porém, optamos por realizar aterros, oque possibilit­ou uma casa com poucos níveis, projetada com dois pavi-

mentos para atender tanto os parâmetros da prefeitura local, quanto ao coeficient­e de aproveitam­ento e taxa de ocupação do lote”, comenta Müller.

Devido à localizaçã­o do terreno, uma das premissas do projeto foi fazer com que todos os ambientes internos tivessem ampla visão da vegetação existente. “As poucas árvores nativas existentes foram mantidas e durante os meses de primavera e verão garantem a alimentaçã­o de diversos pássaros da região como os tucanos, bemte-vis e sabiás”, conta Ana Cristina.

Por isso, materiais como a madeira, os tijolos e o vidro ajudam a incorporar a casa e a paisagem.

PRINCIPAIS AMBIENTES

Com a disposição dos ambientes em dois pavimentos que totalizam 170 m² de área construída, a residência possui garagem para quatro carros, cômodos sociais, cozinha, ambiente de churrasque­ira, escritório e despensa, acomodados no piso térreo. Sob a escada de acesso entre os andares foi criada uma aconchegan­te adega. “Toda a parte social visa a integração dos ambientes. Assim, a área social foi projetada como um grande ambiente dividido apenas com móveis e se separa da cozinha por um balcão e da churrasque­ira por um pano de vidro”, afirma Ana Cristina.

O piso superior é formado pelo mezanino e pelos cômodos íntimos como a suíte e os dois dormitório­s. “O mezanino foi construído com assoalho de garapeira sobre barrotes e nele é possível visualizar a sala de lareira”, relata Müller. Ele explica que a planta da casa é basicament­e quadrada, simples, compacta e funcional e foi planejada para que fosse garantido o conforto sem gerar desperdíci­o.

 ??  ??
 ??  ??
 ??  ??
 ??  ??
 ??  ??
 ??  ??
 ??  ??

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil