Cur­to x lon­go

As du­as op­ções de com­pri­men­to po­dem ser usa­das em qual­quer ida­de – e fi­cam lin­das!

Chanel and Curtos - - Índice - Tex­to: Juliana Bor­ges

VVo­cê já ou­viu di­zer que mu­lhe­res mais ve­lhas não po­dem usar fi­os lon­gos? Ou que as jo­vens não de­vem ar­ris­car no cur­ti­nho? Es­ses ró­tu­los já es­tão ul­tra­pas­sa­dos e, atu­al­men­te, é pos­sí­vel usar qual­quer com­pri­men­to em qual­quer ida­de com o cor­te cer­to! O im­por­tan­te é se sen­tir po­de­ro­sa sem­pre!

Nes­se período, pra­ti­ci­da­de é um fa­tor mui­to im­por­tan­te, já que as ta­re­fas do dia a dia to­mam ain­da mais o nos­so tem­po. Por is­so ,os cur­ti­nhos são os es­ti­los mais ado­ta­dos por mu­lhe­res com ida­de a par­tir de 50 anos. Po­rém, na­da im­pe­de que elas man­te­nham os fi­os lon­gos, e com mui­to es­ti­lo! Os mais in­di­ca­dos são “re­tos clás­si­cos ou com des­fi­a­dos nas pon­tas e fran­jas que de­em char­me e mo­vi­men­to”, su­ge­re o hairsty­list. Os cor­tes mé­di­os, en­tre a li­nha on­de o co­lar en­fei­ta o co­lo e os sei­os, tam­bém são bo­as op­ções pe­las ca­rac­te­rís­ti­cas ver­sá­til e prá­ti­ca.

30 ANOS Es­se período é con­si­de­ra­do o au­ge da mu­lher e os fi­os mé­di­os pa­ra lon­gos são prá­ti­cos e po­dem ser uma óti­ma – mas não úni­ca – op­ção de cor­te! Uma su­ges­tão que o hairsty­list dá é um long bob, qua­se re­to, com le­ves re­pi­ca­dos ou des­fi­a­dos en­tre a al­tu­ra do co­lar e dos sei­os. Es­se vi­su­al po­de ser fi­na­li­za­do com baby­liss lar­go e spray fi­xa­dor, pa­ra con­se­guir um lo­ok ain­da mais gla­mou­ro­so!

Aqui, as mu­lhe­res es­tão no au­ge de sua ma­tu­ri­da­de e, de­pois de mui­tas ex­pe­ri­ên­ci­as, sa­bem o que fun­ci­o­na pa­ra elas. O tra­di­ci­o­nal cha­nel po­de ser uma boa pe­di­da pa­ra quem quer dei­xar o vi­su­al ele­gan­te e, ao mes­mo tem­po, des­po­ja­do. “Ele po­de ser na al­tu­ra do meio do pes­co­ço e va­ri­ar de di­ver­sas ma­nei­ras: re­pi­ca­do, com fran­ja lon­ga, com mul­lets, na­tu­ral ou es­co­va­do, es­se é um com­pri­men­to co­rin­ga”, res­sal­ta o pro­fis­si­o­nal Wil­son Eli­o­do­rio.

Nes­sa ida­de, man­ter os fi­os ex­tra­lon­gos fi­ca mais fá­cil, pois o tem­po pa­ra o cui­da­do e a ma­nu­ten­ção da ca­be­lei­ra ge­ral­men­te é mai­or. Mas, é nes­sa fa­se da vi­da que mui­tas me­ni­nas ou­sam e ra­di­ca­li­zam, afi­nal, per­so­na­li­da­de é tu­do! O hairsty­list Wil­son Eli­o­do­rio, de São Paulo, su­ge­re um joão­zi­nho bem cur­to com fran­ja des­fi­a­da e cos­te­le­tas.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.