Pi­ra­ta

Cidade e Cultura - - Esportes -

Al­ci­no Neto nas­ceu e vi­ve en­tre on­das, areia e sol. Des­de os 8 anos de ida­de, co­me­çou no sur­fe e nun­ca pa­rou, mes­mo com os per­cal­ços que a vi­da lhe apre­sen­tou. Sinô­ni­mo de su­pe­ra­ção, for­ça de von­ta­de, de­ter­mi­na­ção e, prin­ci­pal­men­te, amor ao es­por­te, Al­ci­no dri­blou os obs­tá­cu­los após um aci­den­te gra­ve, quan­do ti­nha ape­nas 15 anos, em fun­ção do qal per­deu a per­na es­quer­da. De­pois de seis me­ses, co­me­çou a fa­zer natação e, mais tar­de, cer­ta­men­te vol­tou ao seu há­bi­tat na­tu­ral, ou se­ja, o mar. Mui­tas téc­ni­cas no­vas ele te­ve de ela­bo­rar pa­ra ter o equi­lí­brio ne­ces­sá­rio em sua pran­cha, po­rém, a de­ter­mi­na­ção sem­pre fa­lou mais al­to e não te­ve dú­vi­das: sem con­di­ções fi­nan­cei­ras fez uma pró­te­se de ma­dei­ra (daí seu ape­li­do), e se­guiu com sua ar­te. Com os re­sul­ta­dos ob­ti­dos e a se­gu­ran­ça ne­ces­sá­ria, Pi­ra­ta re­sol­veu mon­tar uma es­co­la de sur­fe pa­ra de­fi­ci­en­tes fí­si­cos. E foi mais além das ex­pec­ta­ti­vas: em seu es­pa­ço, na praia de Pi­tan­guei­ras, mon­tou o Pi­ra­ta Surf Club, um lo­cal mui­to in­te­res­san­te com pe­ças his­tó­ri­cas do sur­fe de Gu­a­ru­já. Va­leu o exem­plo.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.