So­bre­pe­So, o vi­lão do fí­ga­do

Coleção Almanaque da Saúde - - TRATAMENTO­S -

“a me­di­da mais efi­caz pa­ra con­tro­lar a es­te­a­to­se he­pá­ti­ca é a per­da de pe­so. Es­tu­dos mos­tram que uma re­du­ção de ape­nas 7% no pe­so cor­po­ral po­de ser ca­paz de tra­zer ex­ce­len­tes re­sul­ta­dos”, afir­ma Wil­li­am sa­ad. En­tre­tan­to, não é re­co­men­da­do di­e­tas drás­ti­cas, je­juns e exer­cí­ci­os fí­si­cos em ex­ces­so. o pro­fis­si­o­nal de­cla­ra que es­ses mé­to­dos po­dem agra­var a do­en­ça e que um pro­ces­so de ema­gre­ci­men­to len­to é a me­lhor for­ma de com­ba­te con­tra a es­te­a­to­se.

Wil­li­am aler­ta que a per­da de pe­so só fun­ci­o­na pa­ra aque­les in­di­ví­du­os obe­sos ou com so­bre­pe­so. Pes­so­as com com ín­di­ce da mas­sa cor­po­ral (IMc) en­tre 20kg/cm e 25kg/cm não apre­sen­tam gran­des be­ne­fí­ci­os, pois a cau­sa da sua es­te­a­to­se não é o ex­ces­so de gor­du­ra cor­po­ral.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.