Pri­mei­ros pas­sos

Contigo Novelas - - ENTREVISTA - POR PRIS­CI­LA COMOTI |FO­TOS THI­A­GO DE LUCENA|BE­LE­ZA CIÇA MAYER|STY­LING MARLON POR­TU­GAL

Após vi­ver Le­vi em Je­za­bel (Recordtv), Leo Ci­da­de quer in­ves­tir mais em TV. En­quan­to um no­vo pa­pel não vem, ele apos­ta no ci­ne­ma. O ator vi­ve Pe­dro em Os Par­ças 2, com es­treia em no­vem­bro. Tu­do, cla­ro, com o apoio da na­mo­ra­da, La­ris­sa­ma­no­e­la

Há dois meses, Leo Ci­da­de en­cer­rou um im­por­tan­te mar­co na car­rei­ra. As­sis­tiu ao úl­ti­mo ca­pí­tu­lo de Je­za­bel, su­per­sé­rie

da Recordtv, sua pri­mei­ra gran­de par­ti­ci­pa­ção na TV. “Fi­quei fe­liz com to­do o pro­ces­so, a equi­pe e o elen­co. Acho que mi­nha es­treia na te­le­vi­são não po­de­ria ter si­do me­lhor. Eu fi­quei mui­to fe­liz de ter si­do tão es­pe­ci­al, de ter ti­do a opor­tu­ni­da­de de gra­var fo­ra do Bra­sil. E ain­da mais por ter fei­to ami­gos in­crí­veis. Es­tou mui­to agra­de­ci­do”, co­me­mo­rou o ator.

“Ela [a na­mo­ra­da La­ris­sa Ma­no­e­la] me aju­dou bas­tan­te, prin­ci­pal­men­te com o ro­tei­ro, que, no co­me­ço, fi­quei um pou­co per­di­do”

Es­tre­an­te, con­fes­sa que o co­me­ço foi um pou­co di­fí­cil, prin­ci­pal­men­te pe­lo es­ti­lo

do fo­lhe­tim. “Qu­an­do sou­be que se­ria uma no­ve­la bí­bli­ca, fi­quei bas­tan­te ner­vo­so por con­ta da res­pon­sa­bi­li­da­de. Co­mo é uma ou­tra lin­gua­gem, pre­ci­sei es­tu­dar um pou­co so­bre is­so, pois ti­ve me­do de não fi­car na­tu­ral. Mas deu tu­do cer­to, fui me acos­tu­man­do”, con­tou.

O que achou do re­sul­ta­do? Leo con­fes­sou que é bem crí­ti­co com o pró­prio tra­ba­lho. “Me co­bro bas­tan­te. Sem­pre que aca­ba­va al­gu­ma ce­na, per­gun­ta­va se es­ta­va bom, se que­ri­am fa­zer de ou­tro jei­to, mas a ga­le­ra su­per­cur­tiu”, re­ve­la.

Na­mo­ra­do da atriz La­ris­sa Ma­no­e­la há qua­se dois anos, ele re­ce­beu di­cas da ama­da, pro­fis­si­o­nal ex­pe­ri­en­te na te­le­dra­ma­tur­gia. “Ela me aju­dou bas­tan­te, prin­ci­pal­men­te com o ro­tei­ro, que, no co­me­ço, fi­quei um pou­co per­di­do”, con­fes­sou ele. La­ris­sa, no en­tan­to, era só elo­gi­os. “Ela fi­cou mui­to fe­liz por mim. Es­tá­va­mos jun­tos, no Mé­xi­co, qu­an­do re­ce­bi a no­tí­cia de que en­tra­ria na no­ve­la”, re­ve­la o ator.

“A mi­nha es­treia na te­le­vi­são não po­de­ria ter si­do me­lhor. Fi­quei mui­to fe­liz de ter si­do tão es­pe­ci­al, de ter ti­do a opor­tu­ni­da­de de gra­var fo­ra do Bra­sil. E ain­da mais por ter fei­to ami­gos in­crí­veis”

Ain­da sem no­vos pro­je­tos, Leo já sa­be qual

se­rá o seu fo­co. “Qu­e­ro in­ves­tir na te­le­vi­são pa­ra con­ti­nu­ar. Gos­tei bas­tan­te des­se pro­ces­so, acho que me ape­guei e qu­e­ro mui­to po­der vol­tar”, so­nha.

Mas nem só de TV vi­ve a car­rei­ra do ra­paz. “Sem­pre ti­ve so­nho de fa­zer ci­ne­ma; afi­nal, co­me­cei a me in­te­res­sar por atu­a­ção as­sis­tin­do a fil­mes. Es­tou mui­to fe­liz de já ter par­ti­ci­pa­do de dois”, con­ta. O pri­mei­ro foi Cin­de­re­la Pop. No se­gun­do, Os Par­ças 2, que es­treia em no­vem­bro, ele faz o Pe­dro. “Ele é um me­ni­no um pou­co di­fí­cil, meio fe­cha­do, que não gos­ta mui­to da ideia de fi­car jun­to dos par­ças”, ex­pli­ca. Bo­ra pa­ra o ci­ne­ma!

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.