Cor­reia fa­la so­bre pres­são no ár­bi­tro

Correio da Bahia - - Esporte -

Mes­mo com os qua­tro gols que acon­te­ce­ram no em­pa­te por 2x2 en­tre Vi­tó­ria e Fla­men­go, no Bar­ra­dão, a ar­bi­tra­gem foi o as­sun­to mais co­men­ta­do na saída de cam­po pe­los jo­ga­do­res de am­bos os ti­mes. Para o vo­lan­te Uil­li­an Cor­reia, a pres­são so­bre Wag­ner Reway no in­ter­va­lo da par­ti­da fez o juiz vol­tar com ou­tra pos­tu­ra para o se­gun­do tem­po.

“O pre­si­den­te do Fla­men­go pres­si­o­nou o Wag­ner e ele vol­tou de for­ma re­traí­da. A gen­te sa­bia que qual­quer fal­ta ou re­cla­ma­ção ele ia dei­xar os jo­ga­do­res iguais, ia ex­pul­sar os nos­sos, por is­so pe­di­mos cal­ma ao Rhay­ner e aos que es­ta­vam com o ama­re­lo pra is­so não acon­te­cer”.

O ár­bi­tro de Ma­to Gros­so viu um pê­nal­ti para o Vi­tó­ria que não exis­tiu na pri­mei­ra eta­pa, qu­an­do a bola ba­teu no ros­to de Éver­ton Ri­bei­ro, que es­ta­va em ci­ma da li­nha, e ele mar­cou to­que de mão do meia.

Na se­gun­da eta­pa, no en­tan­to, o quin­te­to de ar­bi­tra­gem com­pen­sou, mas o er­ro des­ta vez foi do au­xi­li­ar, que não mar­cou o im­pe­di­men­to cla­ro de Wil­li­an Arão na jo­ga­da que oca­si­o­nou o se­gun­do gol do Fla­men­go.

Qu­em te­ve mo­ti­vo para co­me­mo­rar foi o ata­can­te De­níl­son, que não ba­lan­ça­va a re­de des­de o dia 28 de mar­ço. “Era uma pres­são gran­de que vi­via fo­ra do cam­po. In­fe­liz­men­te não saí­mos com a Vi­tó­ria, pois creio que o ti­me do Fla­men­go fez mui­ta ce­ra, in­de­pen­den­te de­les es­ta­rem com um jo­ga­dor a me­nos”, ana­li­sou o cen­tro­a­van­te ru­bro-ne­gro.

De­níl­son, do Vi­tó­ria, di­vi­de a bola com o meia Di­e­go, jo­ga­dor do Fla­men­go

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.