Gu­e­des des­car­ta ne­go­ci­ar dí­vi­da

Correio da Bahia - - Mais -

Fu­tu­ro mi­nis­tro da Economia no go­ver­no de Jair Bol­so­na­ro, Pau­lo Gu­e­des afir­mou que “es­tá fo­ra de ques­tão” re­ne­go­ci­ar a dí­vi­da pú­bli­ca bra­si­lei­ra. Ele acres­cen­tou que a es­tra­té­gia da fu­tu­ra equi­pe econô­mi­ca pa­ra a re­du­ção do en­di­vi­da­men­to se­rá re­a­li­zar as re­for­mas e ace­le­rar as pri­va­ti­za­ções.

Na se­gun­da-fei­ra, em en­tre­vis­ta à Band, o pre­si­den­te elei­to dis­se que a dí­vi­da pú­bli­ca do Bra­sil não é im­pa­gá­vel, mas pre­ci­sa­ria ser re­ne­go­ci­a­da. Bol­so­na­ro afir­mou ain­da que seu mi­nis­tro da Economia se en­car­re­ga­ria des­sa mis­são. Gu­e­des, po­rém, foi en­fá­ti­co ao ne­gar.

“Es­tá fo­ra de ques­tão re­ne­go­ci­ar dí­vi­da. O que exis­te é pre­o­cu­pa­ção com a dí­vi­da. Por is­so, fa­re­mos re­for­mas e fa­re­mos o que em­pre­sas fa­zem - ven­der ati­vos”, dis­se Gu­e­des. “Não é ra­zoá­vel o Bra­sil gas­tar US$ 100 bi­lhões por ano pa­ra pa­gar ju­ros da dí­vi­da”, afir­mou.

A dí­vi­da pú­bli­ca fe­de­ral fe­chou o mês de se­tem­bro, úl­ti­mo da­do dis­po­ní­vel, em R$ 3,79 tri­lhões, se­gun­do o Te­sou­ro Na­ci­o­nal - sen­do R$ 3,62 tri­lhões de dí­vi­da in­ter­na e R$ 151 bi­lhões de dí­vi­da ex­ter­na (com pa­ga­men­tos em mo­e­da es­tran­gei­ra).

Pa­ra cap­tar re­cur­sos no mer­ca­do na­ci­o­nal - dí­vi­da in­ter­na -, o go­ver­no emi­te tí­tu­los pú­bli­cos, ne­go­ci­a­dos na pla­ta­for­ma do Te­sou­ro Di­re­to. Na prá­ti­ca, a União to­ma di­nhei­ro em­pres­ta­do e pa­ga ju­ros por is­so - que po­dem ser pre­fi­xa­dos ou atre­la­dos a al­gum in­di­ca­dor, co­mo Se­lic ou in­fla­ção.

O com­po­nen­te ex­ter­no da dí­vi­da é pa­go em ou­tras mo­e­das, so­bre­tu­do o dó­lar, mui­to mais va­lo­ri­za­do que o re­al. A cap­ta­ção ocor­re por meio da emis­são de tí­tu­los e por ou­tros con­tra­tos.

Pau­lo Gu­e­des dis­se ain­da que pre­ten­de ace­le­rar as pri­va­ti­za­ções pa­ra li­be­rar re­cur­sos e aju­dar não só no ajus­te fis­cal, mas tam­bém no alí­vio a al­gu­mas áre­as que ho­je re­cla­mam da fal­ta de ver­bas.

“Em vez de pa­gar ju­ros da dí­vi­da, va­mos dar di­nhei­ro pa­ra saú­de e edu­ca­ção.”

O gran­de pro­ble­ma dos úl­ti­mos 30 anos, se­gun­do o eco­no­mis­ta, é o “des­con­tro­le” so­bre os gas­tos pú­bli­cos ques­tão que ele pro­me­te ata­car em sua ges­tão. Pau­lo Gu­e­des fa­lou a jor­na­lis­tas na che­ga­da ao Mi­nis­té­rio da Fa­zen­da pa­ra um en­con­tro com o atu­al ti­tu­lar da pas­ta, Edu­ar­do Gu­ar­dia.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.