Es­pe­ci­a­lis­tas sim­pli­fi­cam con­cei­tos da in­dús­tria 4.0

Correio da Bahia - - Mais -

O es­pe­ci­a­lis­ta em Mo­de­la­ção Com­pu­ta­ci­o­nal e In­te­li­gên­cia Ar­ti­fi­ci­al do Ci­ma­tec, Erick Spe­ran­dio, e a di­re­to­ra de Re­cur­sos Hu­ma­nos da TOTVS, Ri­ta Pel­le­gri­no, que­bra­ram ta­bus en­vol­vi­dos na cha­ma­da 4ª Re­vo­lu­ção In­dus­tri­al du­ran­te o pai­nel “In­te­li­gên­cia ar­ti­fi­ci­al na in­dús­tria 4.0: im­pac­tos e no­vas ha­bi­li­da­des pro­fis­si­o­nais”, um dos even­tos do Fórum Agen­da Bahia re­a­li­za­do on­tem.

Em sua pri­mei­ra fa­la, Erick des­mis­ti­fi­cou o con­cei­to de in­dús­tria 4.0. De acor­do com ele, “a in­dús­tria pas­sou por di­ver­sas trans­for­ma­ções e nes­ta qu­ar­ta eta­pa é im­por­tan­te se fa­lar, prin­ci­pal­men­te, em sis­te­mas ci­ber­fí­si­cos, que na­da mais são do que com­bi­na­ções de hardwa­res e softwa­res, além de agen­tes autô­no­mos ca­pa- zes de atu­ar em sis­te­mas pro­du­ti­vos”, ex­pli­cou. “Exis­tem al­gu­mas fun­ções mais com­ple­xas que os se­res hu­ma­nos so­zi­nhos não são ca­pa­zes de exe­cu­tar. É aí que entra a co­o­pe­ra­ção que exis­te na in­dús­tria 4.0, quan­do há a oti­mi­za­ção de pro­ces­sos pro­du­ti­vos por meio de co­ne­xão e sen­so­res, per­mi­tin­do a vi­si­bi­li­da­de e a ca­da vez mai­or trans­pa­rên­cia do que é fei­to”, com­ple­tou.

Já Ri­ta Pel­le­gri­no fa­lou que é um equí­vo­co pen­sar que as má­qui­nas vão ti­rar va­gas de hu­ma­nos no mer­ca­do de tra­ba­lho. “O que a gen­te pre­ci­sa é fo­men­tar a apren­di­za­gem pa­ra pre­pa­rar as pes­so­as, que con­ti­nu­am sen­do sem­pre o cen­tro de tu­do. A gen­te tem que se ali­ar à tec­no­lo­gia e não se vol­tar con­tra ela”.

Ain­da de acor­do com Ri­ta, uma pes­qui­sa ela­bo­ra­da com a TOTVS em par­ce­ria com uni­ver­si­da­des es­tran­gei­ras apon­tou que 2 em ca­da 3 bra­si­lei­ros ad­mi­tem ter di­fi­cul­da­des de li­dar com no­vas tec­no­lo­gi­as, prin­ci­pal­men­te aque­las li­ga­das à in­te­li­gên­cia ar­ti­fi­ci­al. “Eles afir­mam ter fa­lhas de ha­bi­li­da­des pro­fis­si­o­nais pa­ra en­fren­tar o mer­ca­do de tra­ba­lho atu­al e nos pró­xi­mos 5 anos”, fa­lou.

Ri­ta tam­bém de­cla­rou que as so­lu­ções pa­ra a in­ser­ção das em­pre­sas na cha­ma­da era da in­dús­tria 4.0 são va­ri­a­das e de­pen­dem do tipo de tec­no­lo­gia a ser uti­li­za­da. “Al­gu­mas são mais ca­ras, co­mo a in­te­li­gên­cia ar­ti­fi­ci­al, ou­tras mais ba­ra­tas.

Mas o im­por­tan­te é sa­ber que qual­quer em­pre­sa e pro­du­tor po­de se in­se­rir nes­te ce­ná­rio di­gi­tal e tec­no­ló­gi­co”, des­ta­cou.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.