Pas­to­ra che­fi­a­rá Mu­lher, Fa­mí­lia e Di­rei­tos Hu­ma­nos

Correio da Bahia - - Mais - Das agências

vol­ta­das pa­ra es­ses po­vos. Com es­se anún­cio, a equi­pe mi­nis­te­ri­al já con­ta com 21 mi­nis­tros. Se­gun­do Onyx Lo­ren­zo­ni, o pre­si­den­te elei­to con­ti­nua re­fle­tin­do so­bre a es­co­lha pa­ra o Mi­nis­té­rio do Meio Am­bi­en­te, a úl­ti­ma pas­ta a ter o ti­tu­lar de­fi­ni­do.

Apoi­a­da por se­to­res evan­gé­li­cos, Da­ma­res Al­ves afir­mou que te­rá co­mo pri­o­ri­da­de as po­lí­ti­cas pú­bli­cas pa­ra mu­lhe­res. Se­gun­da ela, o ob­je­ti­vo é avan­çar nas me­tas que ain­da não fo­ram al­can­ça­das e propôs um pac­to na­ci­o­nal pe­la in­fân­cia. “A pas­ta é mui­to gran­de, mui­to am­pla e ago­ra a gen­te es­tá tra­zen­do pa­ra a pas­ta a Fu­nai. Nós va­mos tra­zer pa­ra o pro­ta­go­nis­mo po­lí­ti­cas pú­bli­cas que ain­da não che­ga­ram até as mu­lhe­res, e às mu­lhe­res que ain­da não fo­ram al­can­ça­das pe­las po­lí­ti­cas pú­bli­cas.”

De acor­do com Da­ma­res Al­ves, a pri­o­ri­da­de se­rá pa­ra a “mu­lher ri­bei­ri­nha, a mu­lher pes­ca­do­ra, a mu­lher ca­ta­do­ra de si­ri, a que­bra­do­ra de co­co”. “Es­sas mu­lhe­res que es­tão anô­ni­mas e in­vi­sí­veis, elas vi­rão pa­ra o pro­ta­go­nis­mo nes­sa pas­ta. Na ques­tão da in­fân­cia, va­mos dar uma atenção es­pe­ci­al, por­que es­tá vin­do pa­ra a pas­ta tam­bém a Se­cre­ta­ria da In­fân­cia, e o ob­je­ti­vo é pro­por pa­ra a na­ção um gran­de im­pac­to pe­la in­fân­cia, um pac­to de ver­da­de pe­la in­fân­cia”, dis­se.

Ao la­do de Onyx Lo­ren­zo­ni, Da­ma­res Al­ves dis­se que o ‘casamento ho­mo­a­fe­ti­vo é di­rei­to ad­qui­ri­do’

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.