Me­di­ca­men­to sal­vou mi­lha­res na 2ª Guer­ra

Correio da Bahia - - Mais -

A pe­ni­ci­li­na G ben­za­ti­na, ou co­mo é po­pu­lar­men­te co­nhe­ci­da, Ben­ze­ta­cil, é um ti­po de an­ti­bió­ti­co uti­li­za­do pa­ra tra­tar in­fec­ções bac­te­ri­a­nas. O me­di­ca­men­to foi des­co­ber­to, por aca­so, em 1928, pe­lo mé­di­co e bac­te­ri­o­lo­gis­ta es­co­cês Ale­xan­der Fle­ming.

Ao es­tu­dar cul­tu­ras de bac­té­ri­as do gê­ne­ro Staphy­lo­coc­cus (es­ta­fi­lo­co­cos), Fle­ming per­ce­beu o cres­ci­men­to de ou­tro mi­cro-or­ga­nis­mo, na épo­ca men­ci­o­na­do co­mo bo­lor, que im­pe­dia o de­sen­vol­vi­men­to da bac­té­ria es­tu­da­da. Ao es­tu­dar es­se bo­lor, ele des­co­briu que os mi­cro-or­ga­nis­mos res­pon­sá­veis pe­lo fenô­me­no per­ten­ci­am ao gê­ne­ro Pe­ni­cil­lium, que eram ca­pa­zes de for­ne­cer uma subs­tân­cia ca­paz de eli­mi­nar di­ver­sas bac­té­ri­as.

A pe­ni­ci­li­na foi o pri­mei­ro an­ti­bió­ti­co am­pla­men­te uti­li­za­do na me­di­ci­na. Gra­ças a Fle­ming e aos ci­en­tis­tas Ernst Bo­ris Chain e Howard Wal­ter Flo­rey, que atra­vés da fer­men­ta­ção, con­se­gui­ram pro­du­zir em mas­sa o me­di­ca­men­to, foi pos­sí­vel sal­var mi­lha­res de vi­das du­ran­te a Se­gun­da Guer­ra Mun­di­al. O fa­to ren­deu ao trio o Prê­mio No­bel de Me­di­ci­na, em 1945.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.