STF quer re­to­mar jul­ga­men­to de te­mas po­lê­mi­cos em 2019

Correio da Bahia - - Brasil -

BRA­SÍ­LIA O Su­pre­mo Tri­bu­nal Fe­de­ral (STF) pre­ten­de re­to­mar o jul­ga­men­to de ca­sos po­lê­mi­cos em 2019. Fo­ram pau­ta­dos pa­ra as ses­sões do pri­mei­ro se­mes­tre os pro­ces­sos que tra­tam da pri­são após o fim dos re­cur­sos em se­gun­da ins­tân­cia, a cri­mi­na­li­za­ção da ho­mo­fo­bia e a des­cri­mi­na­li­za­ção do por­te de dro­gas pa­ra uso pes­so­al. A de­ci­são de vol­tar a jul­gar pro­ces­sos po­lê­mi­cos foi to­ma­da pe­lo pre­si­den­te da Cor­te, mi­nis­tro Di­as Tof­fo­li, no fim do ano pas­sa­do, após o pe­río­do elei­to­ral.

Os tra­ba­lhos na Cor­te se­rão re­to­ma­dos no dia 1º de fe­ve­rei­ro, após o pe­río­do de re­ces­so. O ano no Ju­di­ciá­rio tam­bém se­rá mar­ca­do pe­la de­ci­são do pre­si­den­te Jair Bol­so­na­ro de re­con­du­zir ou não a atu­al procuradora-ge­ral da Re­pú­bli­ca, Ra­quel Dod­ge, ao car­go. Em se­tem­bro, Dod­ge ter­mi­na­rá o man­da­to. A pri­mei­ra pau­ta po­lê­mi­ca que a Cor­te te­rá de en­fren­tar se­rá a de­ci­são de­fi­ni­ti­va, no dia 7 de fe­ve­rei­ro, so­bre o si­gi­lo das vo­ta­ções dos par­la­men­ta­res na elei­ção pa­ra as me­sas di­re­to­ras da Câ­ma­ra dos De­pu­ta­dos e do Se­na­do Fe­de­ral.

En­tre os pro­ces­sos que ti­ve­ram jul­ga­men­to mar­ca­do, des­sa vez pa­ra 13 de fe­ve­rei­ro, es­tá tam­bém a ação di­re­ta de in­cons­ti­tu­ci­o­na­li­da­de por omis­são na qual o PPS pe­de ao Su­pre­mo que de­cla­re o Con­gres­so omis­so por ain­da não ter vo­ta­do o pro­je­to que cri­mi­na­li­za a ho­mo­fo­bia. Nu­ma ou­tra ação que se­rá ana­li­sa­da em con­jun­to, a As­so­ci­a­ção Bra­si­lei­ra de Gays, Lés­bi­cas e Trans­gê­ne­ros (ABGLT), bus­ca que o STF re­co­nhe­ça cri­me es­pe­cí­fi­cos de ho­mo­fo­bia.

Pa­ra 10 de abril, foi mar­ca­da a aná­li­se das três ações de­cla­ra­tó­ri­as de cons­ti­tu­ci­o­na­li­da­de (ADCs) que tra­tam do cum­pri­men­to ime­di­a­to de pe­na após a con­fir­ma­ção de con­de­na­ção em jul­ga­men­to pe­la se­gun­da ins­tân­cia da Jus­ti­ça. O re­la­tor é o mi­nis­tro Mar­co Au­ré­lio, que já co­brou di­ver­sas ve­zes o de­ba­te em ple­ná­rio.

O te­ma po­de ter im­pac­to so­bre a si­tu­a­ção de mi­lha­res de pre­sos pe­lo país, en­tre eles o ex-pre­si­den­te Luiz Iná­cio Lu­la da Sil­va, pre­so des­de 7 de abril do ano pas­sa­do, na Su­pe­rin­ten­dên­cia da Po­lí­cia Fe­de­ral em Cu­ri­ti­ba, após ter sua con­de­na­ção por cor­rup­ção e la­va­gem de di­nhei­ro con­fir­ma­da pe­lo Tri­bu­nal Re­gi­o­nal Fe­de­ral da 4ª Re­gião (TRF4), no ca­so do trí­plex do Gu­a­ru­já (SP).

O en­ten­di­men­to atu­al do Su­pre­mo per­mi­te a pri­são após con­de­na­ção em se­gun­da ins­tân­cia, mes­mo que ain­da se­ja pos­sí­vel re­cor­rer a ins­tân­ci­as su­pe­ri­o­res, mas es­sa com­pre­en­são foi es­ta­be­le­ci­da em 2016 de mo­do li­mi­nar (pro­vi­só­rio), com aper­ta­do pla­car de 6 a 5. Na oca­sião, foi mo­di­fi­ca­da ju­ris­pru­dên­cia em con­trá­rio que vi­nha des­de 2009.

É pos­sí­vel que o qua­dro mu­de, uma vez que hou­ve a subs­ti­tui­ção de um in­te­gran­te do STF – Alexandre de Moraes en­trou no lu­gar de Te­o­ri Za­vasc­ki (mor­to em 2017) – e por­que al­guns mi­nis­tros já de­cla­ra­ram ter mu­da­do de po­si­ção, co­mo Gil­mar Men­des. O ple­ná­rio do STF não che­gou a de­ci­dir em de­fi­ni­ti­vo, nu­ma ação de con­tro­le cons­ti­tu­ci­o­nal, so­bre o mé­ri­to da qu­es­tão. O as­sun­to é po­lê­mi­co no meio ju­rí­di­co, sen­do al­vo de ques­ti­o­na­men­to, por exem­plo, da Or­dem dos Ad­vo­ga­dos do Bra­sil (OAB).

No dia 5 de ju­nho es­tá mar­ca­do o jul­ga­men­to da des­cri­mi­na­li­za­ção de usuá­rio de dro­gas. O pro­ces­so, um re­cur­so es­pe­ci­al com re­per­cus­são ge­ral pa­ra to­dos os ca­sos cor­re­la­tos em tra­mi­ta­ção na Jus­ti­ça, co­lo­ca em dis­cus­são a cons­ti­tu­ci­o­na­li­da­de do Ar­ti­go 28 da Lei das Dro­gas (11.343/2006), que pre­vê pe­nas pa­ra quem “ad­qui­rir, guar­dar, ti­ver em de­pó­si­to, trans­por­tar ou trou­xer con­si­go” dro­gas ilegais pa­ra con­su­mo pes­so­al. O as­sun­to che­gou a ser dis­cu­ti­do em ple­ná­rio, mas o jul­ga­men­to en­con­tra-se in­ter­rom­pi­do há mais de dois anos. O pla­car atu­al é 3 vo­tos a 0 a fa­vor da des­cri­mi­na­li­za­ção do por­te de dro­gas pa­ra con­su­mo pes­so­al.

10/4 STF re­to­ma dis­cus­sões so­bre pri­são após jul­ga­men­to em se­gun­da ins­tân­cia

13/2 re­co­me­ça jul­ga­men­to no STF so­bre de­fi­ni­ção de cri­mes de ho­mo­fo­bia

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.