Pre­si­den­te do Par­la­men­to é de­ti­do por agen­tes de Ma­du­ro

Correio da Bahia - - Mundo -

VE­NE­ZU­E­LA O pre­si­den­te da As­sem­bleia Na­ci­o­nal da Ve­ne­zu­e­la, Ju­an Gu­ai­dó, foi de­ti­do nes­te do­min­go (13) por agen­tes de in­te­li­gên­cia do re­gi­me do di­ta­dor Ni­co­lás Ma­du­ro. Gu­ai­dó, que es­ta­va com a es­po­sa e a fi­lha, foi le­va­do pe­los agen­tes, mas li­be­ra­do mo­men­tos de­pois, se­gun­do um fun­ci­o­ná­rio da As­sem­bleia.

A in­for­ma­ção da de­ten­ção foi vei­cu­la­da em re­des so­ci­ais pe­la mu­lher do con­gres­sis­ta, Fa­bi­a­na Ro­sa­les, que con­tou que o ca­sal foi in­ter­cep­ta­do na es­tra­da que le­va Caracas a La Gu­aí­ra, por agen­tes do Se­bin (Ser­vi­ço Bo­li­va­ri­a­no de In­te­li­gên­cia Na­ci­o­nal). Lí­der do Par­la­men­to, de mai­o­ria opo­si­to­ra, Gu­ai­dó se de­cla­rou pre­si­den­te in­te­ri­no do país na sex­ta-fei­ra (11), um dia após Ma­du­ro to­mar pos­se pa­ra um se­gun­do man­da­to con­tes­ta­do den­tro e fo­ra da Ve­ne­zu­e­la.

“Nin­guém du­vi­da que Ma­du­ro é um usur­pa­dor. Por meio dos artigos 233, 333 e 350, con­vo­ca­mos o po­vo a nos res­pal­dar, nu­ma ma­ni- fes­ta­ção no pró­xi­mo dia 23 de ja­nei­ro”, afir­mou o de­pu­ta­do ao anun­ci­ar sua de­ci­são. A de­cla­ra­ção de Gu­ai­dó re­ce­beu apoio de or­ga­nis­mos in­ter­na­ci­o­nais, go­ver­nos es­tran­gei­ros co­mo Bra­sil e EUA e de par­te da opo­si­ção ve­ne­zu­e­la­na.

Ma­du­ro des­de­nhou o opo­si­tor: “Quem é? Quem o ele­geu?”. Des­de en­tão, o lí­der opo­si­tor fa­zia reu­niões pe­lo país pa­ra an­ga­ri­ar apoio. Ele es­ta­va a ca­mi­nho do es­ta­do de Var­gas, vi­zi­nho a Caracas, pa­ra um co­mí­cio nes­te do­min­go quan­do foi de­ti­do pe­las for­ças do re­gi­me. Ape­sar da de­cla­ra­ção de Gu­ai­dó, o Par­la­men­to não tem for­ça po­lí­ti­ca pa­ra se im­por a Ma­du­ro.

Des­de 2017, o Le­gis­la­ti­vo te­ve seus po­de­res es­va­zi­a­dos pe­lo re­gi­me e re­pas­sa­dos pa­ra a As­sem­bleia Na­ci­o­nal Cons­ti­tuin­te, con­tro­la­da pe­lo go­ver­no. Um ví­deo pos­ta­do em re­de so­ci­al pe­lo lí­der opo­si­tor Hen­ri­que Ca­pri­les, can­di­da­to à Pre­si­dên­cia em 2013, mos­tra o mo­men­to em que os agen­tes in­ter­cep­tam Gu­ai­dó em uma ro­do­via na re­gião de Caracas.

A lí­der opo­si­to­ra Ma­ría Co­ri­na Ma­cha­do tam­bém de­nun­ci­ou a pri­são de Gu­ai­dó em re­de so­ci­al. “O se­ques­tro de Ju­an Gu­ai­dó, Pre­si­den­te da As­sem­bleia Na­ci­o­nal e Pre­si­den­te le­gí­ti­mo da Ve­ne­zu­e­la, é res­pon­sa­bi­li­da­de di­re­ta de Ni­co­lás Ma­du­ro. O co­lap­so se ace­le­ra”, es­cre­veu ela. Gu­ai­dó, 35, é do par­ti­do Von­ta­de Po­pu­lar, o mes­mo de Le­o­pol­do Ló­pez, pre­so em 2014 após uma on­da de pro­tes­tos con­tra Ma­du­ro. Des­de 2017, ele se en­con­tra em pri­são do­mi­ci­li­ar.

O mi­nis­tro de Co­mu­ni­ca­ção e In­for­ma­ção, Jor­ge Ro­drí­guez, con­fir­mou que um gru­po de fun­ci­o­ná­ri­os man­te­ve de­ti­do o de­pu­ta­do em uma ação “ir­re­gu­lar e uni­la­te­ral”. Fa­lan­do à TV ofi­ci­al cha­vis­ta VTV, o mi­nis­tro dis­se que es­ses fun­ci­o­ná­ri­os que se pres­ta­ram ao que cha­mou de “show da mí­dia” se­rão de­mi­ti­dos e sub­me­ti­dos aos mais ri­go­ro­sos pro­ces­sos dis­ci­pli­na­res.

YU­RI COR­TEZ/AFP

O de­pu­ta­do Ju­an Gu­ai­dó é um dos mais fer­re­nhos opo­si­to­res do di­ta­dor ve­ne­zu­e­la­no Ni­co­lás Ma­du­ro

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.