ANÁ­LI­SE DO MÊS

Mer­ca­do in­di­a­no apre­sen­ta au­men­to no pre­ço do eta­nol e na ofer­ta de açú­car Gui­lher­me Nas­ta­ri, di­re­tor da Da­ta­gro

Dinheiro Rural - - O CAMPO EM NÚMEROS -

Na ten­ta­ti­va de ate­nu­ar o ex­ces­so de açú­car no mer­ca­do in­ter­no, o go­ver­no da Ín­dia, por meio do Con­se­lho de Mi­nis­tros econô­mi­cos, de­ci­diu ele­var em 25% o pre­ço do eta­nol pro­du­zi­do di­re­ta­men­te do cal­do de ca­na-de-açú­car, pa­ra US$ 0,8150 por li­tro. Pa­ra o eta­nol pro­du­zi­do a par­tir da mas­sa B (um dos es­tá­gi­os na pro­du­ção de açú­car), o au­men­to se­rá de 10,4%, che­gan­do a US$ 0,7227 por li­tro. O au­men­to no pre­ço do eta­nol pro­du­zi­do tan­to a par­tir do cal­do de ca­na, co­mo da mas­sa B, foi na pro­por­ção ne­ces­sá­ria pa­ra su­pe­rar o pre­ço equi­va­len­te de açú­car fi­xa­do pe­lo go­ver­no pa­ra o mer­ca­do in­ter­no.

Atu­al­men­te, o pre­ço do açú­car em Maha­rash­tra é de US$ 409,22 por to­ne­la­da. Con­si­de­ran­do os pa­râ­me­tros téc­ni­cos de con­ver­são, o atu­al pre­ço do açú­car es­tá 16,8% abai­xo dos va­lo­res do eta­nol fei­to a par­tir do cal­do da ca­na, e 6,1% me­nor do que o pre­ço do eta­nol fa­bri­ca­do a par­tir da mas­sa B. é in­te­res­san­te que o go­ver­no da Ín­dia te­nha de­fi­ni­do pre­ços di­fe­ren­ci­a­dos pa­ra o eta­nol de di­fe­ren­tes ma­té­ri­as pri­mas, vis­to que o pro­du­to fi­nal é o mes­mo. Com is­so, o go­ver­no es­pe­ra que a pro­du­ção de eta­nol cresça de 1,75 bi­lhão de li­tros em 2017/2018, pa­ra 2,25 bi­lhões em 2018/2019. Em se con­fir­man­do tais pro­je­ções, ha­ve­ria uma re­du­ção de até 830 mil to­ne­la­das na dis­po­ni­bi­li­da­de de açú­car em 2018/2019.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.