Scho­e­ler Suí­nos

A Scho­e­ler Suí­nos quer mos­trar que, com boa ge­né­ti­ca e par­ce­ri­as só­li­das, é pos­sí­vel ir ca­da vez mais lon­ge com a pro­du­ção de ani­mais

Dinheiro Rural - - CONTENTS - • POR FLÁVIA TONIN

Oa­no de 2018 foi bas­tan­te com­pli­ca­do pa­ra os pro­du­to­res de car­ne suí­na. E não ape­nas por cau­sa da gre­ve dos ca­mi­nho­nei­ros, em maio. A Rús­sia, prin­ci­pal im­por­ta­dor do Bra­sil, com 230 mil to­ne­la­das com­pra­das em 2017 (40% das ex­por­ta­ções), pa­ra­li­sou su­as com­pras por qua­se 1 ano. As ne­go­ci­a­ções só fo­ram re­to­ma­das no mês pas­sa­do.

Pas­sar por es­sa tur­bu­lên­cia, so­ma­da à pres­são de cus­tos pu­xa­dos pe­lo pre­ço de mi­lho, exi­giu ex­tre­mo con­tro­le de gas­tos e efi­ci­ên­cia de ín­di­ces zo­o­téc­ni­cos nas fa­zen­das. Foi exa­ta­men­te o que fez a fa­zen­da Scho­e­ler Suí­nos, com se­de em Pi­raí do Sul (PR), cam­peã na ca­te­go­ria Pro­du­ção de Suí­nos, do prêmio AS ME­LHO­RES DA DI­NHEI­RO RU­RAL 2018.

“O âni­mo e o oti­mis­mo vol­tam em 2019”, afir­ma Di­e­go Scho­e­ler, di­re­tor ge­ral da em­pre­sa. “O re­tor­no de mer­ca­dos ex­por­ta­do­res re­fle­te no mer­ca­do in­ter­no co­mo um to­do”, acres­cen­ta o em­pre­sá­rio. De ori­gem ale­mã, Scho­e­ler faz par­te da ter­cei­ra ge­ra­ção de cri­a­do­res da em­pre­sa fa­mi­li­ar, cri­a­da por Berthol­do Scho­e­ler e Me­lâ­nia Re­ch. Atu­al­men­te, são 15 mil ma­tri­zes, dis­tri­buí­das na se­de e em gran­jas nos mu­ni­cí­pi­os pa­ra­na­en­ses de Ja­gua­ri­aí­va e Ara­po­ti, e tam­bém em San­ta Ca­ta­ri­na, nos mu­ni­cí­pi­os de Er­val Ve­lho, Água Do­ce, Ja­bo­rá e Ita­pi­ran­ga. O ano de­ve fe­char em 330 mil sui­nos ne­go­ci­a­dos, dos qu­ais 280 mil pa­ra o aba­te. Os res­tan­tes 50 mil suí­nos su­pe­ri­o­res são ven­di­dos co­mo ma­tri­zes e re­pro­du­to­res a ou­tras gran­jas. Nos úl­ti­mos anos, a ex­pan­são do ne­gó­cio se deu com par­ce­ri­as. São 110 pro­du­to­res atu­an­do na cri­a­ção. “As par­ce­ri­as sur­gi­ram pa­ra vi­a­bi­li­zar nos­so cres­ci­men­to e tam­bém pa­ra apro­vei­tar o po­ten­ci­al pro­du­ti­vo da re­gião”, diz Scho­e­ler. Além dis­so, a Scho­e­ler Suí­nos faz tam­bém com­pras co­le­ti­vas de grãos pa­ra seus par­cei­ros.

De­vi­do ao tra­ba­lho de se­le­ção ge­né­ti­ca, as lei­to­as pro­du­zem, em mé­dia, 32 lei­tões por ano, en­quan­to a mé­dia bra­si­lei­ra é de 26 lei­tões. O me­lho­ra­men­to ani­mal bus­ca por nú­me­ro de te­tos das mães bem con­for­ma­dos, qua­li­da­de de cas­cos e car­ca­ça bem aca­ba­da. Ou­tra mu­dan­ça foi o uso de bai­as co­le­ti­vas. “Com elas, no­ta­mos me­lho­ra nos ín­di­ces zo­o­téc­ni­cos”, afir­ma Scho­e­ler. “Há uma mu­dan­ça in­ter­na de es­tru­tu­ra e de men­ta­li­da­de na em­pre­sa, além de ser uma ten­dên­cia glo­bal.” Atu­al­men­te, 50% das uni­da­des têm o sis­te­ma co­le­ti­vo de cri­a­ção e a ex­pec­ta­ti­va é de que, até o fi­nal de 2019, to­das es­te­jam de­vi­da­men­te ade­qua­das.

OTI­MIS­MO: de­pois de um ano di­fí­cil, Scho­e­ler con­fia que 2019 se­rá me­lhor

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.