PI­RES NA MÃO

Folha de Londrina - - Primeira Página - Ma­ri­an Tri­guei­ros Re­por­ta­gem Lo­cal

Por fal­ta de re­cur­sos, or­ga­ni­za­ção adia aber­tu­ra da 50a edi­ção do Fi­lo; even­to se­rá re­a­li­za­do em ou­tu­bro e de­zem­bro

A aber­tu­ra da 50ª edi­ção do Fi­lo (Fes­ti­val In­ter­na­ci­o­nal de Lon­dri­na) foi adi­a­da por fal­ta de re­cur­sos. Ini­ci­al­men­te, a pre­vi­são era que o even­to co­me­ças­se em agos­to, mas o fes­ti­val de­ve­rá ocor­rer em dois mo­men­tos: 20 a 28 de ou­tu­bro e de 6 a 21 de de­zem­bro. A in­for­ma­ção foi da­da na ma­nhã de sex­ta-fei­ra (10), em co­le­ti­va de im­pren­sa, pe­lo di­re­tor do fes­ti­val, Luiz Ber­ti­pa­glia, que es­ta­va acom­pa­nha­do do vi­ce-rei­tor da UEL (Uni­ver­si­da­de Es­ta­du­al de Lon­dri­na), Dé­cio Sab­ba­ti­ni Barbosa. A úni­ca ver­ba pre­vis­ta e cer­ta, até o mo­men­to, pa­ra re­a­li­za­ção do even­to é no va­lor de R$ 350 mil, re­fe­ren­te ao Pro­mic (Pro­gra­ma Mu­ni­ci­pal de In­cen­ti­vo à Cul­tu­ra) e com o apoio da Uni­med Lon­dri­na e ou­tros re­cur­sos, po­de che­gar a R$ 500 mil. A UEL, por sua vez, atua co­mo co-re­a­li­za­do­ra. A ex­pec­ta­ti­va de ar­re­ca­da­ção pa­ra a re­a­li­za­ção des­ta edi­ção co­me­mo­ra­ti­va de 50 anos se­ria no va­lor de R$ 1,645 mi­lhão.

Os dois gran­des pa­tro­ci­na­do­res de anos an­te­ri­o­res, Pe­tro­bras e Cai­xa Econô­mi­ca Fe­de­ral, não vão par­ti­ci­par des­te ano, cau­san­do uma re­du­ção es­ti­ma­da em R$ 500 mil e R$ 150 mil, res­pec­ti­va­men­te. O res­tan­te se­ria com­ple­ta­do com ver­ba do Pro­fi­ce (Pro­gra­ma de Fo­men­to e In­cen­ti­vo à Cul­tu­ra do Pa­ra­ná) no va­lor de R$ 645 mil, que tam­bém não vi­rá, e ou­tras formas de cap­ta­ção via Lei Rou­a­net. “So­men­te em mar­ço que fi­ca­mos sa­ben­do des­sa si­tu­a­ção da Pe­tro­bras, por con­ta da Lei das Es­ta­tais, que foi mo­di­fi­ca­da e en­trou em vi­gor em fe­ve­rei­ro des­te ano. Des­sa for­ma, não po­de­rá ha­ver re­pas­se de ver­ba pa­ra publicidade e pa­tro­cí­nio em ano de elei­ção. Ano pas­sa­do, a Cai­xa tam­bém não abriu edi­tal que sem­pre par­ti­ci­pa­mos. Pa­ra com­ple­tar, não ga­nha­mos o edi­tal do Pro­fi­ce cu­jo va­lor, por sua vez, se­rá re­pas­sa­do in­te­gral­men­te a um gru­po de te­a­tro de Cu­ri­ti­ba”, de­ta­lha.

Se­gun­do o di­re­tor, to­dos os es­for­ços fo­ram fei­tos com vá­ri­os em­pre­sá­ri­os lo­cais e re­pre­sen­tan­tes do Go­ver­no do Es­ta­do pa­ra ten­tar re­ver­ter a si­tu­a­ção. “To­dos os anos te­mos di­fi­cul­da­des de cap­ta­ção, mas, em 2018, vá­ri­os obs­tá­cu­los apa­re­ce­ram ao mes­mo tempo. Es­ta­mos aqui, ho­je, ex­pon­do to­da nos­sa di­fi­cul­da­de pa­ra a co­mu­ni­da­de e em­pre­sa­ri­a­do lon­dri­nen­se pa­ra que abra­cem nos­sa cau­sa.” Na pró­xi­ma se­ma­na, o Fi­lo de­ve lan­çar uma cam­pa­nha pa­ra sen­si­bi­li­za­ção e mo­bi­li­za­ção da co­mu­ni­da­de de Lon­dri­na a fim de ar­re­ca­dar ver­ba pa­ra o apri­mo­ra­men­to da pro­gra­ma­ção. “Não va­mos con­se­guir o mon­tan­te pla­ne­ja­do, mas o má­xi­mo que con­se­guir­mos já vai aju­dar na am­pli­a­ção da pro­gra­ma­ção. É mo­men­to de to­dos se en­vol­ve­rem nes­te pro­je­to tão im­por­tan­te pa­ra a ci­da­de de Lon­dri­na”, com­ple­ta Ber­ti­pa­glia.

Com es­ta sen­si­bi­li­za­ção, o di­re­tor es­ti­ma que, ao me­nos, a ver­ba che­gue na ca­sa de R$ 1 mi­lhão. A edi­ção do ano pas­sa­do foi exe­cu­ta­da com va­lor de cer­ca de R$ 1,4 mi­lhão. Ques­ti­o­na­do so­bre a re­a­li­za­ção de ou­tros fes­ti­vais tra­di­ci­o­nais pe­lo país, co­mo Rio Pre­to (SP) e Por­to Ale­gre (RS), o di­re­tor diz que es­tes são to­tal­men­te fei­tos pe­las pre­fei­tu­ras. “No ca­so de Lon­dri­na, re­ce­be­mos pa­tro­cí­nio, que é mui­to im­por­tan­te, mas não é o su­fi­ci­en­te pa­ra a exe­cu­ção. Ou­tros fes­ti­vais Bra­sil afo­ra que não são re­a­li­za­dos pe­lo po­der pú­bli­co tam­bém es­tão so­fren­do da mes­ma si­tu­a­ção.” A ideia ini­ci­al des­sa edi­ção co­me­mo­ra­ti­va do Fi­lo era de que com­pa­nhi­as que já par­ti­ci­pa­ram nes­tas cin­co dé­ca­das vi­es­sem co­mo con­vi­da­das es­pe­ci­ais, além de abrir es­pa­ço pa­ra no­vos es­pe­tá­cu­los em cir­cu­la­ção na­ci­o­nal e in­ter­na­ci­o­nal. Ne­nhum con­tra­to des­sas com­pa­nhi­as, po­rém, che­gou a ser for­ma­li­za­do.

Gi­na Mar­do­nes

Luiz Ber­ti­pa­glia, di­re­tor do Fes­ti­val, com o vi­ce-rei­tor da UEL, Dé­cio Barbosa: “Es­ta­mos ex­pon­do nos­sa di­fi­cul­da­de pa­ra a co­mu­ni­da­de e em­pre­sa­ri­a­do lon­dri­nen­se”

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.