EDUCAÇÃO

Folha de Londrina - - Primeira Página - Vi­vi­a­ni Costa Re­por­ta­gem Lo­cal

Com apro­va­ção da Ca­pes, UEL e UEM abrem pri­mei­ro dou­to­ra­do em Ar­qui­te­tu­ra no PR

A UEL (Uni­ver­si­da­de Es­ta­du­al de Lon­dri­na) re­ce­beu au­to­ri­za­ção pa­ra ofer­tar cin­co no­vos pro­gra­mas de dou­to­ra­do a par­tir de 2019. A for­ma­ção de tur­mas pa­ra os cur­sos de Ar­qui­te­tu­ra e Ur­ba­nis­mo UEL/UEM, Ci­ên­cia da In­for­ma­ção, Fi­lo­so­fia, Fi­si­o­pa­to­lo­gia Clí­ni­ca e La­bo­ra­to­ri­al e So­ci­o­lo­gia foi apro­va­da pe­la Ca­pes (Co­or­de­na­ção de Aper­fei­ço­a­men­to de Pes­so­al de Ní­vel Superior). Com is­so, UEL e UEM (Uni­ver­si­da­de Es­ta­du­al de Ma­rin­gá) pas­sam a ofer­tar o pri­mei­ro dou­to­ra­do em Ar­qui­te­tu­ra e Ur­ba­nis­mo do Pa­ra­ná e o ter­cei­ro do Sul do País.

O pró-rei­tor de Pes­qui­sa e Pós-gra­du­a­ção da UEL, Amau­ri Al­fi­e­ri, des­ta­ca que a par­ce­ria com ou­tras ins­ti­tui­ções não é novidade em Lon­dri­na. “O mes­tra­do em Ar­qui­te­tu­ra e Ur­ba­nis­mo as­so­ci­a­do à UEM foi cri­a­do em 2012. Co­mo ele foi ava­li­a­do pe­la Ca­pes com conceito 4, en­tão a gen­te so­li­ci­tou o dou­to­ra­do. Es­sas au­to­ri­za­ções, de uma for­ma ge­ral, de­mons­tram que os nos­sos mes­tra­dos es­ta­vam con­so­li­da­dos e que nós já tí­nha­mos uma boa pro­du­ção ci­en­tí­fi­ca, uma boa pro­du­ção téc­ni­ca e uma boa for­ma­ção dos es­tu­dan­tes. Te­mos ou­tras par­ce­ri­as tam­bém em cur­sos de di­ver­sas áre­as”, res­sal­ta.

Se­gun­do o pró-rei­tor, a ofer­ta dos no­vos pro­gra­mas não acar­re­ta­rá mais cus­tos pa­ra a uni­ver­si­da­de. Os pro­fes­so­res já atu­am nas gra­du­a­ções, es­pe­ci­a­li­za­ções e mes­tra­dos da UEL. Com a res­pos­ta da Ca­pes, a uni­ver­si­da­de pas­sa a ofer­tar 30 cur­sos de dou­to­ra­do. A pró-rei­to­ria aguar­da ain­da a ava­li­a­ção de ou­tros dois pe­di­dos. “As du­as so­li­ci­ta­ções são pa­ra a cri­a­ção do dou­to­ra­do em Di­rei­to Negocial, na área do Di­rei­to, e em Aná­li­se do Com­por­ta­men­to, na área de Psi­co­lo­gia. Provavelmente, es­ses pe­di­dos en­trem no jul­ga­men­to do co­mi­tê téc­ni­co con­sul­ti­vo da Ca­pes no fi­nal de no­vem­bro”, afir­ma.

“Is­so tu­do au­men­ta a quan­ti­da­de de pro­fis­si­o­nais mais ca­pa­ci­ta­dos na re­gião. É uma for­ma da uni­ver­si­da­de con­tri­buir com a so­ci­e­da­de. A ge­ra­ção de co­nhe­ci­men­to é im­por­tan­te não só pa­ra a nos­sa re­gião, mas pa­ra o País co­mo um to­do. Até o en­si­no mu­da. É diferente quan­do vo­cê tem um pro­fes­sor que faz pes­qui­sa e fa­la so­bre al­go que ele já fez e já tra­ba­lhou. A for­ma de re­pas­sar o con­teú­do pa­ra o alu­no mu­da e o ní­vel das gra­du­a­ções au­men­ta”, com­ple­ta Al­fi­e­ri.

No dou­to­ra­do em Ar­qui­te­tu­ra e Ur­ba­nis­mo, a se­le­ção de alunos se­rá fei­ta de for­ma con­jun­ta en­tre UEL e UEM. A pro­fes­so­ra da UEM e vi­ce-co­or­de­na­do­ra do Programa de Pós-Gra­du­a­ção em Ar­qui­te­tu­ra e Ur­ba­nis­mo, Gis­lai­ne Be­lo­to, ex­pli­ca que o edital pa­ra as ins­cri­ções de­ve ser lan­ça­do ain­da em no­vem­bro. “A se­le­ção de alunos vai ocor­rer nas du­as uni­ver­si­da­des, com os mes­mos cri­té­ri­os, si­mul­ta­ne­a­men­te. O nosso cur­so de mes­tra­do, tam­bém em par­ce­ria, é muito re­cen­te. Es­sa au­to­ri­za­ção deixa evi­den­te a ex­ce­lên­cia do cor­po do­cen­te das du­as uni­ver­si­da­des. A comunidade to­da ga­nha. Pro­fes­so­res de ou­tras uni­ver­si­da­des que pre­ci­sam de qua­li­fi­ca­ção tam­bém vão nos pro­cu­rar pa­ra apri­mo­rar os co­nhe­ci­men­tos. Is­so faz com que au­men­te a qua­li­da­de de en­si­no nas gra­du­a­ções tan­to de ins­ti­tui­ções pú­bli­cas co­mo pri­va­das”, co­men­ta Be­lo­to. As au­las te­rão iní­cio em mar­ço.

Pa­ra o con­se­lhei­ro do Ce­al (Clu­be de En­ge­nha­ria e Ar­qui­te­tu­ra de Lon­dri­na), André Sell, a cri­a­ção do dou­to­ra­do for­ta­le­ce ain­da mais a re­gião co­mo po­lo no se­tor. “A gen­te acre­di­ta em uma re­to­ma­da da eco­no­mia e a apos­ta que a eco­no­mia po­de vol­tar a cres­cer no ra­mo da cons­tru­ção ci­vil pas­sa pe­la qua­li­fi­ca­ção em ar­qui­te­tu­ra. Um cur­so co­mo es­se vai atrair pa­ra Lon­dri­na mais bons pro­fis­si­o­nais e te­rá uma re­a­ção em ca­deia. Is­so me­xe com a ci­da­de, com o co­mér­cio, a ho­te­la­ria, o res­tau­ran­te e di­vul­ga Lon­dri­na pa­ra o País”, avalia o con­se­lhei­ro.

A ge­ra­ção de co­nhe­ci­men­to é im­por­tan­te não só pa­ra a nos­sa re­gião, mas pa­ra o País co­mo um to­do”

Sau­lo Oha­ra/20-8-2018

Se­gun­do a Pró-Rei­to­ria de Pes­qui­sa e Pós-gra­du­a­ção, a ofer­ta de no­vos pro­gra­mas não acar­re­ta­rá mais cus­tos pa­ra a UEL

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.