Jus­ti­ça man­da li­be­rar can­ce­la em pe­dá­gio de Ja­ca­re­zi­nho

Pri­mei­ra Va­ra Fe­de­ral de Cu­ri­ti­ba con­fir­ma de­ci­são ini­ci­al de juiz de Ja­ca­re­zi­nho

Folha de Londrina - - Primeira Página - Re­por­ta­gem Lo­cal

A1ª Va­ra Fe­de­ral de Cu­ri­ti­ba de­ci­diu li­be­rar no­va­men­te as can­ce­las da pra­ça de pe­dá­gio da con­ces­si­o­ná­ria Eco­nor­te em Ja­ca­re­zi­nho e reduzir as ta­ri­fas em 26,75% nas pra­ças de Ja­tai­zi­nho e Ser­ta­ne­ja. Vol­ta a va­ler a de­ci­são ini­ci­al do juiz de Ja­ca­re­zi­nho Ro­gé­rio Can­gus­su Dan­tas Ca­chi­chi, de 22 de no­vem­bro, na ação mo­vi­da pe­lo Mi­nis­té­rio Pú­bli­co Fe­de­ral.

Na ter­ça-fei­ra (4), o TRF (Tri­bu­nal Re­gi­o­nal Fe­de­ral) da 4ª Re­gião ha­via der­ru­ba­do o que ha­via si­do de­ci­di­do por Ca­chi­chi, per­mi­tin­do que a con­ces­si­o­ná­ria vol­tas­se a co­brar pe­dá­gio. Mas o TRF-4 não ana­li­sou a ques­tão, ape­nas en­ten­deu que o juiz de Ja­ca­re­zi­nho não ti­nha com­pe­tên­cia pa­ra to­mar tal de­ci­são. Se­gun­do o tri­bu­nal, só a 1ª Va­ra Fe­de­ral de Cu­ri­ti­ba po­de­ria fa­zê-lo.

O pro­ces­so foi pa­ra as mãos da juí­za subs­ti­tu­ta Thais Sam­paio da Silva Ma­cha­do, da­que­la va­ra, que to­mou a de­ci­são nes­ta sex­ta­fei­ra (7). “Ra­ti­fi­co, por ora, a de­ci­são pro­fe­ri­da pe­lo juí­zo de Ja­ca­re­zi­nho, sem pre­juí­zo na­tu­ral­men­te de que a ques­tão dos pres­su­pos­tos da tu­te­la pro­vi­só­ria se­ja exa­mi­na­da em mo­men­to opor­tu­no pe­la Cor­te Re­gi­o­nal (o TRF-4),”

Pa­ra a juí­za, o des­blo­queio de mais de R$ 1 bi­lhão da con­ces­si­o­ná­ria, que ha­via si­do de­ter­mi­na­do por Ca­chi­chi, sem de­ci­são so­bre o mé­ri­to da ques­tão, po­de ge­rar even­tu­al per­da de va­lo­res. “Não há pro­va, ade­mais, de que o va­lor blo­que­a­do cor­res­pon­da à li­qui­dez ime­di­a­ta das em­pre­sas em re­la­ção a dé­bi­tos ven­ci­dos e, es­pe­ci­al­men­te, obri­ga­ções tra­ba­lhis­tas”, afir­ma a juí­za.

HIS­TÓ­RI­CO

O pro­ces­so mo­vi­do pe­lo Mi­nis­té­rio Pú­bli­co Fe­de­ral é um des­do­bra­men­to da Ope­ra­ção In­te­gra­ção, da For­ça Ta­re­fa da La­va Ja­to, que apon­ta in­dí­ci­os de es­que­ma de cor­rup­ção sis­tê­mi­ca nos con­tra­tos de con­ces­são do Es­ta­do do Pa­ra­ná, por meio de adi­ti­vos pa­ra fa­vo­re­cer as em­pre­sas.

Des­de o iní­cio de ou­tu­bro, as seis con­ces­si­o­ná­ri­as de pe­dá­gio do Pa­ra­ná es­tão sob in­ter­ven­ção ad­mi­nis­tra­ti­va, por de­ter­mi­na­ção do go­ver­no do Pa­ra­ná. Seis ofi­ci­ais da re­ser­va da Po­lí­cia Mi­li­tar pas­sa­ram a tra­ba­lhar den­tro das con­ces­si­o­ná­ri­as pa­ra fa­ci­li­tar o aces­so das au­to­ri­da­des aos do­cu­men­tos.

A sus­pen­são da co­bran­ça em Ja­ca­re­zi­nho fez com que a Eco­nor­te, em subs­ti­tui­ção, re­a­bris­se a pra­ça de pe­dá­gio de Cam­ba­rá, já que a li­mi­nar de­ter­mi­na­va a re­to­ma­da do con­tra­to sem os adi­ti­vos. No pe­di­do de anu­la­ção da li­mi­nar, os ad­vo­ga­dos da Eco­nor­te ar­gu­men­ta­ram, que além da re­du­ção na ta­ri­fa do pe­dá­gio e fe­cha­men­to da pra­ça de Ja­ca­re­zi­nho, a Jus­ti­ça de­ter­mi­nou o blo­queio de mais de R$ 1 bi­lhão e impôs a re­a­li­za­ção de di­ver­sas obras, sem tem­po há­bil pa­ra apro­va­ção dos pro­je­tos am­bi­en­tais das obras.

“Ig­no­ran­do com­ple­ta­men­te to­das as ga­ran­ti­as cons­ti­tu­ci­o­nais do pré­vio con­tra­di­tó­rio e da am­pla de­fe­sa, an­tes mes­mo da pró­pria ci­ta­ção dos réus, veio a ser pro­fe­ri­da uma de­ci­são li­mi­nar que re­pre­sen­ta uma sen­ten­ça de mor­te pa­ra di­ver­sas em­pre­sas”, ale­gou a Eco­nor­te no pro­ces­so.

A FO­LHA pro­cu­rou a Eco­nor­te na noi­te des­ta sex­ta­fei­ra (7), mas se­gun­do a as­ses­so­ria ela não irá se ma­ni­fes­tar por­que não foi no­ti­fi­ca­da da no­va de­ci­são.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.