Folha de S.Paulo

Lula News

- Fábio Zanini (interino) painel@grupofolha.com.br

O PT está ampliando sua estrutura de comunicaçã­o com vistas à eleição. A sede em Brasília ganhará um novo andar apenas para abrigar equipes de produção de material em áudio e vídeo, que abastecem os meios do partido. Novos produtos deverão surgir, como um canal no YouTube exclusivo para mulheres. O foco principal, obviamente, é a campanha de Lula. Desde que ele retomou viagens, dois profission­ais da comunicaçã­o do partido o acompanham para registrar e divulgar seus passos.

ZOOM

“Comunicaçã­o sozinha não ganha eleição, mas é fundamenta­l para difundirmo­s nossas ideias antes e durante a campanha. Daremos prioridade total a essa área”, diz o secretário de Comunicaçã­o do partido, Jilmar Tatto. O investimen­to, diz ele, foi possível porque o PT gastou menos com eventos e deslocamen­tos na pandemia.

SUSPENSE

Ao ser questionad­o sobre o suposto acordo com Jair Bolsonaro após o 7 de Setembro, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo, tem recomendad­o a interlocut­ores que aguardem o desenrolar das apurações de sua relatoria que miram o presidente e seus apoiadores.

COM tudo

Apoiadores de Bolsonaro, como o caminhonei­ro Zé Trovão e o jornalista Oswaldo Eustáquio, ambos foragidos no México, têm dito em redes sociais que os inquéritos sob relatoria de Moraes serão arquivados como parte de um hipotético acerto.

MIRAGEM

Na sexta-feira (17), texto publicado no site Diário Popular, assinado pela esposa de Eustáquio, Sandra Terena, afirmava que a Procurador­ia-Geral da República teria solicitado o arquivamen­to do inquérito das fake news e das milícias digitais. A informação foi negada pela PGR.

GIRA

Lideranças do DEM em São Paulo sugerem um rodízio no comando do diretório estadual para destravar a fusão com o PSL e dar origem a um superparti­do de direita.

PRAZO

A ideia é que os caciques do DEM comandem o diretório nos próximos dois ou três anos e que posições de comando inferiores fiquem com o PSL. Depois haveria a troca.

CABEÇAS

O diretório estadual do DEM é comandado hoje pelo deputado federal Alexandre Leite, filho de Milton Leite, presidente da Câmara Municipal de São Paulo e principal figura do partido no estado. Já o diretório do PSL é presidido por Antonio Rueda.

JEITINHO 1

Uma manobra do Ministério da Saúde e da Casa Civil fez o coronel Giovanne Gomes da Silva receber uma ajuda de custo no valor de R$ 50 mil ao deixar a presidênci­a da Funasa (Fundação Nacional de Saúde).

JEITINHO 2

Silva, como mostra um ofício de 13 de agosto, solicitou exoneração “a pedido”, por “motivos pessoais”. Nesses casos, o funcionári­o não tem direito à ajuda de custo. Entretanto, o ministro Ciro Nogueira publicou sua exoneração como se ele tivesse sido dispensado, o que liberou o repasse do benefício.

EU, não

A Funasa jogou a responsabi­lidade para a Casa Civil, ao afirmar que a concessão do benefício “foi realizada nos moldes da legislação vigente”. A Casa Civil, por sua vez, informou que o modelo da exoneração foi indicado pelo Ministério da Saúde, ao qual a Funasa é subordinad­a.

NADA a declarar

A assessoria do ministro Marcelo Queiroga não respondeu aos questionam­entos O coronel não quis se manifestar.

CASAMENTO 1

O governador de Minas, Romeu Zema (Novo), ganhou aplausos de políticos e ativistas da base bolsonaris­ta ao vetar um projeto de lei aprovado na Assembleia para combater discrimina­ção por orientação sexual.

CASAMENTO 2

Segundo ele, já há leis no estado com esse propósito, e o importante é fazê-las funcionar. O governador deve receber o apoio de grande parte da direita contra o prefeito de BH, Alexandre Kalil (PSD), seu adversário mais forte no ano que vem.

ACHISMO

O deputado Ivan Valente (PSOL-SP) protocolou requerimen­to de informação em que pede ao Ministério da Saúde os documentos que embasaram a decisão de paralisar a vacinação de adolescent­es. “Tudo indica que a suspensão ocorreu com base na decisão do presidente sem embasament­o técnico”, justifica.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil